Ir para conteúdo


Foto

Disciplina é a liberdade...de Você mesmo.


  • Por favor, faça o login para responder
67 respostas neste tópico

#1 D.Solaire

D.Solaire

    ...

  • Membros do Fórum
  • 395 posts

Postado 04/08/2017 - 15:41:38



Selo anti-post "não fiz fisk", o vídeo tem legendas.

--

A técnica "Pomodoro" também é excelente.

#2 Jolteonoel

Jolteonoel

    Sweeeeeeeeeeeeeeeeet

  • Membros do Fórum
  • 889 posts
  • Location: Logo ali

Postado 04/08/2017 - 15:46:01

Já conhecia esse canal, os vídeos dele são muito bons, vale a pena assistir.

#3 Solister

Solister

    Yeah, I'm a fool for the Girls and the Parties...

  • Membros do Fórum
  • 3.456 posts
  • LocationCalifornia Noir

Postado 04/08/2017 - 16:09:09

O vídeo é interessante e talz, inclusive me identifiquei muitas vezes nele, mas parece que algo que antes eu achava tão simples parece ser pura e extrema ficção nos dias de hoje.

 

Sempre sonhei em um dia poder finalmente se livrar da escola, fazer as coisas que gosto, trabalhar com relação a isso, mas existem tantas coisas que me forçam a fazer, que me questiono se realmente pode haver alguma utilidade.

 

Ok, fiquei de recuperação em Matemática, não é de hoje que tenho dificuldade na matéria, inclusive questiono se não é algo hereditário, pois tanto meu irmão e meus pais possuem o mesmo problema. Só que lhe questiono. Será possível eu realmente descobrir tudo o que tenho dificuldade em apenas uma semana pós férias e ainda com toneladas de lições para fazer no bimestre atual? Ainda mais descobrir de última hora o que deveria ter feito em uma coisa que ninguém me avisou que havia acontecido há 1 mês atrás? Parece que a escola pensa "Falei para o cantinho da parede, ninguém pode dizer que não foi falado, se ninguém escutou o problema não é meu", pode parecer bobo, mas esta é a realidade que vivo na escola.

 

O que me revolta mais ainda, é que o meu sonho de vida que parece básico para mim é literalmente impossível:

 

Não, eu não sonho em ser um milionário e ser dono de uma multinacional, ter milhares de garotas para fazer o que quiser com elas, ter um país só para mim e muito menos viver em um lugar sem fazer nada.

 

Eu "apenas" sonho em algum dia poder conhecer alguma garota (Que talvez já conviva comigo), nos casarmos e poder ter uma moradia em algum país com qualidade de vida, gostaria de trabalhar com algo que gosto (E sei que certamente não vou precisar de 1/4 do que estudo diariamente na escola), pelo menos se tem algo que me motiva nessa tal reforma do Ensino Médio é isso. E sei lá, viver bem, eu vejo que o que as pessoas fazem para mim não são para o mal, mas parecem que esquecem que se precisa dar um tempo as vezes, não é só porque voltei de férias que já estou descansado, não é só porque não faço nada no Fim de Semana que posso fazer qualquer outra coisa por aí.

 

Aliás, me impressiona escrever um texto desses na PRIMEIRA semana de aula.



#4 Ken

Ken
  • Membros do Fórum
  • 3.182 posts

Postado 04/08/2017 - 16:18:05

se o malaman usasse para estudar metade do tempo q ele gasta para escrever wallpost, n tava de recuperação

#5 Solister

Solister

    Yeah, I'm a fool for the Girls and the Parties...

  • Membros do Fórum
  • 3.456 posts
  • LocationCalifornia Noir

Postado 04/08/2017 - 16:33:44

se o malaman usasse para estudar metade do tempo q ele gasta para escrever wallpost, n tava de recuperação

 

Não, porque eu escrevo até que bem rápido. E como eu mesmo disse no post (Que você certamente não leu), não é totalmente necessário saber esse conteúdo para o que planejo fazer.
 



#6 Ken

Ken
  • Membros do Fórum
  • 3.182 posts

Postado 04/08/2017 - 16:36:54

se eu quisesse ler eu ia pra escola

#7 ư̴͒̐͋̎̃̽͆̎̑́͆́͋̄̈̏͊̚̕̕͝͠

ư̴͒̐͋̎̃̽͆̎̑́͆́͋̄̈̏͊̚̕̕͝͠

    foda

  • Membros do Fórum
  • 2.227 posts

Postado 04/08/2017 - 16:36:58

Não, porque eu escrevo até que bem rápido. E como eu mesmo disse no post (Que você certamente não leu), não é totalmente necessário saber esse conteúdo para o que planejo fazer.
 

ENTÃO VC VAI COLAR SUSPEITEI DESDE O PRINCIPIO



#8 Kennedy

Kennedy
  • Guests

Postado 04/08/2017 - 18:51:59

se o malaman usasse para estudar metade do tempo q ele gasta para escrever wallpost, n tava de recuperação



Kkkkkkk


Oh this is the best RESPOSTA

#9 D.Solaire

D.Solaire

    ...

  • Membros do Fórum
  • 395 posts

Postado 05/08/2017 - 00:02:12

O vídeo é interessante e talz, inclusive me identifiquei muitas vezes nele, mas parece que algo que antes eu achava tão simples parece ser pura e extrema ficção nos dias de hoje.

Sempre sonhei em um dia poder finalmente se livrar da escola, fazer as coisas que gosto, trabalhar com relação a isso, mas existem tantas coisas que me forçam a fazer, que me questiono se realmente pode haver alguma utilidade.

Ok, fiquei de recuperação em Matemática, não é de hoje que tenho dificuldade na matéria, inclusive questiono se não é algo hereditário, pois tanto meu irmão e meus pais possuem o mesmo problema. Só que lhe questiono. Será possível eu realmente descobrir tudo o que tenho dificuldade em apenas uma semana pós férias e ainda com toneladas de lições para fazer no bimestre atual? Ainda mais descobrir de última hora o que deveria ter feito em uma coisa que ninguém me avisou que havia acontecido há 1 mês atrás? Parece que a escola pensa "Falei para o cantinho da parede, ninguém pode dizer que não foi falado, se ninguém escutou o problema não é meu", pode parecer bobo, mas esta é a realidade que vivo na escola.

O que me revolta mais ainda, é que o meu sonho de vida que parece básico para mim é literalmente impossível:

Não, eu não sonho em ser um milionário e ser dono de uma multinacional, ter milhares de garotas para fazer o que quiser com elas, ter um país só para mim e muito menos viver em um lugar sem fazer nada.

Eu "apenas" sonho em algum dia poder conhecer alguma garota (Que talvez já conviva comigo), nos casarmos e poder ter uma moradia em algum país com qualidade de vida, gostaria de trabalhar com algo que gosto (E sei que certamente não vou precisar de 1/4 do que estudo diariamente na escola), pelo menos se tem algo que me motiva nessa tal reforma do Ensino Médio é isso. E sei lá, viver bem, eu vejo que o que as pessoas fazem para mim não são para o mal, mas parecem que esquecem que se precisa dar um tempo as vezes, não é só porque voltei de férias que já estou descansado, não é só porque não faço nada no Fim de Semana que posso fazer qualquer outra coisa por aí.

Aliás, me impressiona escrever um texto desses na PRIMEIRA semana de aula.

A instituição da escola pode até ser temporária, mas o aprendizado/estudo vc terá pela vida toda. Sempre terá algo novo.

--

No vídeo não foi falado sobre o vício que tenhos em reclamar de tudo, afinal, reclamar parece ser algo natural para o ser humano, e é a medida mais curta para tirar o peso da consciência do verdadeiro problema que está sendo reclamado. É a medida mais fácil, no caso.

Você reclama que tem dificuldades na escola, e que quer se livrar etc. Reclama sobre a matemática etc. Reclama sobre o pessoal reclamar que você escreve textos grandes demais, e isso não é um problema em si, existem aspectos positivos em poder ser mais detalhista naquilo que escreve, mas parece que o problema é fazer isso de forma demasiada, transformado algo simples, em mais complexo do que deveria; o que eu quero dizer aqui, é que você precisa ser mais objetivo as vezes, precisas melhorar a sua síntese em alguma idéia. Enfim, reclama e reclama.

Só que tem um problema, não adianta de nada. Pelo contrário, pode fazer você se sintir ainda mais desmotivado em fazer algo que precisa ser feito. Se vc tem um problema, resolva-o primeiro, reclame depois, ou, se possível, não reclame.

E acredite, mesmo vc querendo trabalhar naquilo que gosta, e fazer o que gosta, terá que estudar coisas que não gosta, e fazer o que não gosta. E mesmo que vc faça isso, não terá plenamente a certeza de que alcançara aquilo que quer, afinal, existem várias e várias pessoas , cada uma com um objectivo próprio, e elas podem concorrer para serem melhores do que você, fora vários e vários fatores que podem dificultar aquilo que realmente quer.

As pessoas criam obstáculos para elas mesmas até. Como acho que é o seu caso com a matemática, não existe nada de hereditário nisso. O que foi passado, pelo que eu vi, foi um mal hábito de não gostar da matemática, - por exemplo, se seus pais ou família tivessem o mal hábito de não gostar de tomar banho e serem sujos, naturalmente esse mal hábito/comportamento será transmitido, contudo, ainda é possível reverte-lo, vide o vídeo que conseguiu explicar isso sobre como nós seres humanos podemos mudar (para melhor) - o que faz com que vc reclame da matéria que talvez esteja em excesso devido a circunstância de vc estar em recuperação.

Então, nessa hora é preciso vc ter responsabilidade sobre seus actos. Foi vc que entrou em recuperação. Vc não precisaria estudar 1 semana a matéria acumulada, se tivesse estudado antes, e que por sinal seria mais fácil pois estaria divida. Fora também, que vc teve 1 mês inteiro também para estudar/revisar a matéria. Agir só quando às coisas acontecem é imprudente. Esperar que sempre as coisas deem certo na nossa vida, é tolice. Era para no caso, vc ter se preparado para o pior, que eu acho que oi o que aconteceu, e como vc não tinha/têm um plano b, acaba por reclamar disso também.

E nem adianta ficar revoltado, pois a culpa é sua.

"Vc não tem culpa de ter nascido pobre, mas se vc morre pobre, a culpa é sua"

E acredite, nem tudo que é simples, é fácil. Andar em uma corda bamba entre dois arranha-céus é simples(ou básico), mas não é fácil. Seu sonho parece simples, mas não é fácil. E lhe digo que para realizar ele, alguma coisa vc terá de fazer. Nada vem de graça nessa vida, não existe almoço grátis

--

Para finalizar, quero dizer que vc deve planejar melhor para a semana de prova, e esperar o pior cenário possível também. Não entrar nem uma vez aqui no fórum, para não ficar distraído e perder o foco, só depois que tudo estiver ok, aí sim, talvez planejar em voltar ou o que seja. Dar um tempo nos jogos, netflix, tv, anime, pc(no caso, usar a internet para ver vídeo-aulas e fazer exercícios) qualquer coisa que o distraía e tira o seu tempo que vc precisa estudar. Convenhamos que vc não vai morrer se der um tempo em tudo isso. Falar com os seus colegas mais inteligentes, para ver se não da para organizar um grupo de estudo, assim um ajuda as dúvidas dos outros. *(Mas atenção, evitar colegas que só queiram conversar e não querem porra nem uma da vida, seja seletivo na hora de chamar as pessoas para a sua companhia de estudo)

Se possível tente até falar com os professores nos finais de aula, talvez na camaradagem, eles possam dar alguma dica sobre o que cairá na prova.

#10 Chad'

Chad'

  • Membros do Fórum
  • 577 posts

Postado 05/08/2017 - 13:14:01

Muito legal o debate do tópico.

#11 Radical893

Radical893

    Sua Majestade chegou.

  • Membros do Fórum
  • 309 posts
  • LocationAraruama, RJ

Postado 05/08/2017 - 21:03:08

Quando eu me formei no ensino médio, em 2009, eu achei que nunca ia sentir saudades do colégio..  mas me enganei! Tenho saudades principalmente dos anos de 2006 e 2007, entre a oitava série e primeiro ano, nessa época eu tinha entre 16 e 17 anos, e bastante coisa mudou desse tempo para cá: Não havia smartphones, apenas celulares com som de bip, na época os sms era uma novidade! A rede social era o orkut, e eu considerava o orkut mais divertido por dar mais liberdade do que o facebook hoje em dia, podia-se criar fakers a vontade, comunidades de trollagem etc. Eu mesmo mudei, eu era magrinho, não tinha nenhuma cárie ainda rs. Enfim, eu sei que foi fora de assunto, mas o que eu posso dizer agora com 27 anos, é que você entenda que a fase escolar não é tão ruim quanto parece! Tente estudar mais, passe menos tempo no computador.. na sala de aula, converse com os colegas, xaveque umas menininhas que te dão condição.. viva mais! Pois essa fase vai passar, e depois você vai sentir que perdeu uma fase importante da sua vida.



#12 Chad'

Chad'

  • Membros do Fórum
  • 577 posts

Postado 05/08/2017 - 21:24:43

xaveque umas menininhas que te dão condição..


E se nenhuma fizer isso? A9gd1cy.png

#13 D.Solaire

D.Solaire

    ...

  • Membros do Fórum
  • 395 posts

Postado 06/08/2017 - 13:51:49

Quando eu me formei no ensino médio, em 2009, eu achei que nunca ia sentir saudades do colégio.. mas me enganei! Tenho saudades principalmente dos anos de 2006 e 2007, entre a oitava série e primeiro ano, nessa época eu tinha entre 16 e 17 anos, e bastante coisa mudou desse tempo para cá: Não havia smartphones, apenas celulares com som de bip, na época os sms era uma novidade! A rede social era o orkut, e eu considerava o orkut mais divertido por dar mais liberdade do que o facebook hoje em dia, podia-se criar fakers a vontade, comunidades de trollagem etc. Eu mesmo mudei, eu era magrinho, não tinha nenhuma cárie ainda rs. Enfim, eu sei que foi fora de assunto, mas o que eu posso dizer agora com 27 anos, é que você entenda que a fase escolar não é tão ruim quanto parece! Tente estudar mais, passe menos tempo no computador.. na sala de aula, converse com os colegas, xaveque umas menininhas que te dão condição.. viva mais! Pois essa fase vai passar, e depois você vai sentir que perdeu uma fase importante da sua vida.


Também tenho saudades do meu primeiro ano do ensino médio...

#14 Solister

Solister

    Yeah, I'm a fool for the Girls and the Parties...

  • Membros do Fórum
  • 3.456 posts
  • LocationCalifornia Noir

Postado 06/08/2017 - 19:45:17

Quando eu me formei no ensino médio, em 2009, eu achei que nunca ia sentir saudades do colégio..  mas me enganei! Tenho saudades principalmente dos anos de 2006 e 2007, entre a oitava série e primeiro ano, nessa época eu tinha entre 16 e 17 anos, e bastante coisa mudou desse tempo para cá: Não havia smartphones, apenas celulares com som de bip, na época os sms era uma novidade! A rede social era o orkut, e eu considerava o orkut mais divertido por dar mais liberdade do que o facebook hoje em dia, podia-se criar fakers a vontade, comunidades de trollagem etc. Eu mesmo mudei, eu era magrinho, não tinha nenhuma cárie ainda rs. Enfim, eu sei que foi fora de assunto, mas o que eu posso dizer agora com 27 anos, é que você entenda que a fase escolar não é tão ruim quanto parece! Tente estudar mais, passe menos tempo no computador.. na sala de aula, converse com os colegas, xaveque umas menininhas que te dão condição.. viva mais! Pois essa fase vai passar, e depois você vai sentir que perdeu uma fase importante da sua vida.

 

Se minha escola fosse como você descreveu, eu até seria feliz.

 

Vocês não sabem o quão ruim é não ter ninguém, literalmente ninguém para discutir algo que você gosta. Desde uma simples música nova que você conheceu até mesmo as mais novas novidades do Sonic por exemplo. Como já citei aqui algumas vezes eu me identifico como eram as escolas de 2007 nos EUA. Onde quase todos possuíam o mesmo gosto do meu (Synth/Eletrônica e Rock Industrial), os jogos da época são os meus favoritos (Burnout Dominator, LEGO indiana Jones, The Sims 3, enfim o fim da vida útil do PS2). Como você cita, a base social era SMS e o início da popularização das redes sociais, alias até faria uma correção pois o SMS já era algo comum desde 2004/2005 (Ao menos nos EUA).

 

Você fala sobre estudar mais, e passar menos tempo no computador, mas como eu vou fazer isso? Essa é a única maneira de eu me isolar da realidade e sonhar em algum dia conhecer pessoas iguais a mim. E bem, digamos que talvez eu já tenha uma menina que se interesse em mim... Sim, ela já falou para um amigo meu que ela me achava bonito, e já percebi várias vezes que quando nos cruzamos, nós sempre trocamos olhares, podemos não falar nada, mas no fundo sabemos que não foi mero destino. Quando tomei vergonha na cara e pedi amizade para ela no Facebook ela aceitou em menos de 10 minutos, isso no mínimo quer dizer duas coisas, a primeira que ela vive vendo o celular e a segunda é que ela não pensou duas vezes antes de aceitar. Curiosamente, fico imaginando ela escrevendo essa mesmo discurso em um fórum de meninas (Algo como um Power Amy Fórum).

 

Algo interessante de se dizer é como eu vejo Need for Speed Underground 2 (De 2004), e como seria uma versão dele nos dias de hoje aqui no Brasil. A primeira coisa que eu diria, é que, no lugar dos SMS, seria What's App, ao invés de terem músicas Industrial/Rock/Eletrônica, certamente seria algum funk pesadão tocando de fundo. E de certa forma, essa imagem reflete bem o que sinto:

 

Spoiler



#15 Chad'

Chad'

  • Membros do Fórum
  • 577 posts

Postado 06/08/2017 - 20:15:53

Então porque você não tenta algo com ela logo em vez de ficar sentado aí esperando que ela aperte a campainha da sua casa à sua procura?

#16 ư̴͒̐͋̎̃̽͆̎̑́͆́͋̄̈̏͊̚̕̕͝͠

ư̴͒̐͋̎̃̽͆̎̑́͆́͋̄̈̏͊̚̕̕͝͠

    foda

  • Membros do Fórum
  • 2.227 posts

Postado 06/08/2017 - 20:17:08

hmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm



#17 Chad'

Chad'

  • Membros do Fórum
  • 577 posts

Postado 06/08/2017 - 20:18:12

Por mais doído que possa ser pra relação entre vocês, tentar algo é a forma de descobrir se ela realmente quer ou se só está sendo simpática.

#18 Solister

Solister

    Yeah, I'm a fool for the Girls and the Parties...

  • Membros do Fórum
  • 3.456 posts
  • LocationCalifornia Noir

Postado 06/08/2017 - 20:58:39

Então porque você não tenta algo com ela logo em vez de ficar sentado aí esperando que ela aperte a campainha da sua casa à sua procura?

Por mais doído que possa ser pra relação entre vocês, tentar algo é a forma de descobrir se ela realmente quer ou se só está sendo simpática.

 

Algo que eu percebi é que nós dois somos muito tímidos, tanto quando ela tentou falar comigo pela primeira vez, e eu falar com ela, não saiu nenhuma palavra. E também, não sei do que puxar assunto. Já falaram para eu convidar ela para sair, mas meus pais nem deixam eu sair sozinho (Só ir/voltar da escola e ainda tenho que passar mensagem de WhatsApp falando que cheguei no local), mas o que acaba sendo algo irrelevante, pois ela também é "filhinha de mamãe". Teve uma vez que minha carteirinha da escola quebrou, e acabei levando alguns minutos a mais para poder entrar, nisso vi que ela ainda vem para a escola com a mãe, então não acho que seja algum avanço (Ela também tem uma irmã mais nova, uns 2 anos talvez, isso poderia ser uma justificativa para ir para a escola com a mãe).

 

Mas falando fisicamente, ela é uma garota bonita (Mais do que a irmã, eu diria), lembro que me impressionei ao ver ela pela primeira vez, mal imaginava que algum dia ela poderia gostar de mim. Sei que ela possui algum interesse em música Pop/Eletrônica, por isso acho que convencê-la sobre Julien-K não será difícil (Alias, o que alguém não faz quando está apaixonado?). Ela é pouca coisa mais nova do que eu, coisa de 100 a 200 dias eu diria, e não sei se esse poderia se tornar um problema no relacionamento. Confesso que sei que ela possui um lado mais funkeiro, mas eu jogaria limpo e na primeira oportunidade falaria que não é meu estilo de música. Acho que por ser meu primeiro namoro "verdadeiro" (O outro era aquele namoro de criança, eu nem gostava direito daquela menina) eu acabaria por aceitar o máximo o lado dela, de modo que, se ela aceitasse um Retro Gamer Geek que nem eu que gosta de música eletrônica e soubesse que não gosto de funk, eu não vejo motivos para não ficarmos juntos. (Sério, se tem duas coisas que eu odeio no pessoal da minha escola, são funkeiros que não sabem que nem todo mundo gosta de funk e pessoas que não entendem que existem Retro Gamers).

 

Minha estratégia, portanto, é ficar postando/curtindo/compartilhando coisas que eu gosto no Facebook e esperar ela curtir/comentar sobre algo, e eu faria o mesmo, até que chegaria algum ponto em que conversássemos via MP e chegasse a algum ponto mais íntimo pessoalmente.



#19 Chad'

Chad'

  • Membros do Fórum
  • 577 posts

Postado 06/08/2017 - 21:06:39

Até nisso você quer meter Julien-K?

#20 D.Solaire

D.Solaire

    ...

  • Membros do Fórum
  • 395 posts

Postado 06/08/2017 - 21:22:57

Se minha escola fosse como você descreveu, eu até seria feliz.
 
Vocês não sabem o quão ruim é não ter ninguém, literalmente ninguém para discutir algo que você gosta. Desde uma simples música nova que você conheceu até mesmo as mais novas novidades do Sonic por exemplo. Como já citei aqui algumas vezes eu me identifico como eram as escolas de 2007 nos EUA. Onde quase todos possuíam o mesmo gosto do meu (Synth/Eletrônica e Rock Industrial), os jogos da época são os meus favoritos (Burnout Dominator, LEGO indiana Jones, The Sims 3, enfim o fim da vida útil do PS2). Como você cita, a base social era SMS e o início da popularização das redes sociais, alias até faria uma correção pois o SMS já era algo comum desde 2004/2005 (Ao menos nos EUA).
 
Você fala sobre estudar mais, e passar menos tempo no computador, mas como eu vou fazer isso? Essa é a única maneira de eu me isolar da realidade e sonhar em algum dia conhecer pessoas iguais a mim. E bem, digamos que talvez eu já tenha uma menina que se interesse em mim... Sim, ela já falou para um amigo meu que ela me achava bonito, e já percebi várias vezes que quando nos cruzamos, nós sempre trocamos olhares, podemos não falar nada, mas no fundo sabemos que não foi mero destino. Quando tomei vergonha na cara e pedi amizade para ela no Facebook ela aceitou em menos de 10 minutos, isso no mínimo quer dizer duas coisas, a primeira que ela vive vendo o celular e a segunda é que ela não pensou duas vezes antes de aceitar. Curiosamente, fico imaginando ela escrevendo essa mesmo discurso em um fórum de meninas (Algo como um Power Amy Fórum).
 
Algo interessante de se dizer é como eu vejo Need for Speed Underground 2 (De 2004), e como seria uma versão dele nos dias de hoje aqui no Brasil. A primeira coisa que eu diria, é que, no lugar dos SMS, seria What's App, ao invés de terem músicas Industrial/Rock/Eletrônica, certamente seria algum funk pesadão tocando de fundo. E de certa forma, essa imagem reflete bem o que sinto:
 

Spoiler

 

Aí é que está a questão. Não é por que vc nasceu, que as coisas vão ser perfeitas do jeito que vc quer. Se trantando de pessoas então, o que eu diga. Realmente as vezes não terá ninguém ao teu lado para falar do que vc gosta. As vezes vc vai até precisar falar do que não gosta. Se isolar não resolve o problema. Vc pode fingir que o problema não existe, mas ele continuará existindo. Falo isso por que por um curto período de tempo, quando era quase da sua idade (talvez mais novo), já foi assim. E acredite, talvez se isolar seja ainda pior. Se vc espera por algo melhor no futuro, começa com as acções. Sonhar com dias melhores, todas as pessoas sonham, mas vc vai ter que fazer alguma coisa.

 

Algo que eu percebi é que nós dois somos muito tímidos, tanto quando ela tentou falar comigo pela primeira vez, e eu falar com ela, não saiu nenhuma palavra. E também, não sei do que puxar assunto. Já falaram para eu convidar ela para sair, mas meus pais nem deixam eu sair sozinho (Só ir/voltar da escola e ainda tenho que passar mensagem de WhatsApp falando que cheguei no local), mas o que acaba sendo algo irrelevante, pois ela também é "filhinha de mamãe". Teve uma vez que minha carteirinha da escola quebrou, e acabei levando alguns minutos a mais para poder entrar, nisso vi que ela ainda vem para a escola com a mãe, então não acho que seja algum avanço (Ela também tem uma irmã mais nova, uns 2 anos talvez, isso poderia ser uma justificativa para ir para a escola com a mãe).
 
Mas falando fisicamente, ela é uma garota bonita (Mais do que a irmã, eu diria), lembro que me impressionei ao ver ela pela primeira vez, mal imaginava que algum dia ela poderia gostar de mim. Sei que ela possui algum interesse em música Pop/Eletrônica, por isso acho que convencê-la sobre Julien-K não será difícil (Alias, o que alguém não faz quando está apaixonado?). Ela é pouca coisa mais nova do que eu, coisa de 100 a 200 dias eu diria, e não sei se esse poderia se tornar um problema no relacionamento. Confesso que sei que ela possui um lado mais funkeiro, mas eu jogaria limpo e na primeira oportunidade falaria que não é meu estilo de música. Acho que por ser meu primeiro namoro "verdadeiro" (O outro era aquele namoro de criança, eu nem gostava direito daquela menina) eu acabaria por aceitar o máximo o lado dela, de modo que, se ela aceitasse um Retro Gamer Geek que nem eu que gosta de música eletrônica e soubesse que não gosto de funk, eu não vejo motivos para não ficarmos juntos. (Sério, se tem duas coisas que eu odeio no pessoal da minha escola, são funkeiros que não sabem que nem todo mundo gosta de funk e pessoas que não entendem que existem Retro Gamers).
 
Minha estratégia, portanto, é ficar postando/curtindo/compartilhando coisas que eu gosto no Facebook e esperar ela curtir/comentar sobre algo, e eu faria o mesmo, até que chegaria algum ponto em que conversássemos via MP e chegasse a algum ponto mais íntimo pessoalmente.


Não espere a garota tomar atitude. Tente deixar sua timidez uma vez, vá com calma. Mande um oi no facebook quando ela estive online. Tente se aproximar dela quando vc estiver no colégio, quando for falar com ela pessoalmente, dê toda a sua atenção. Se ela realmente for a garota certa, vá em frente.

#21 Solister

Solister

    Yeah, I'm a fool for the Girls and the Parties...

  • Membros do Fórum
  • 3.456 posts
  • LocationCalifornia Noir

Postado 06/08/2017 - 21:23:59

Até nisso você quer meter Julien-K?

 

Sim e não ao mesmo tempo. Como relatado aqui inúmeras vezes, eu não possuo algum amigo que possa conversar sobre o que gosto, se eu convencê-la sobre Julien-K ela seria uma delícia de pessoa. E eu não quero desperdiçar meus 3 meses decorando as traduções das músicas. E como dito no tópico de música, para mim as músicas representam a pessoa que ela é. Se você quiser saber sobre minha vida nos mínimos detalhes é só pegar as traduções das músicas da Julien-K (De preferência, uma música que não seja do Sonic). E digamos que música é a minha maior aposta, se eu depender de Retro Games ela me larga em 2 minutos.

Eu diria que é mais uma estratégia do que propriamente um estilo de música. Nas piores das hipóteses, eu tenho uma meia dúzia de música popular das Soundtracks do NFSU2 e Burnout Dominator. Mas visto a seguinte combinação, eu acho difícil ela se desinteressar:

 

Fã de música Electro/Synth + Demonstra interesse em mim + O pessoal da minha sala demonstra interesse em Julien-K + Uma experiência nova (?) = Julien-K (?)

 

Mas também, não quero dizer que se ela não gostar de Julien-K é Game Over, tentaria ver se há algo mais que ela goste e eu também.



#22 D.Solaire

D.Solaire

    ...

  • Membros do Fórum
  • 395 posts

Postado 06/08/2017 - 21:27:00

Solister, já tentou ser mais objetivo quando faz algum post? Tipo, sintetizar uma idéia, para que não fique um texto grande demais?

Só dúvida mesmo.

#23 Chad'

Chad'

  • Membros do Fórum
  • 577 posts

Postado 06/08/2017 - 21:29:01

Solister, já tentou ser mais objetivo quando faz algum post? Tipo, sintetizar uma idéia, para que não fique um texto grande demais?

Só dúvida mesmo.


Ele vai te responder com outro texto gritante.

#24 D.Solaire

D.Solaire

    ...

  • Membros do Fórum
  • 395 posts

Postado 06/08/2017 - 21:42:53

Sim e não ao mesmo tempo. Como relatado aqui inúmeras vezes, eu não possuo algum amigo que possa conversar sobre o que gosto, se eu convencê-la sobre Julien-K ela seria uma delícia de pessoa. E eu não quero desperdiçar meus 3 meses decorando as traduções das músicas. E como dito no tópico de música, para mim as músicas representam a pessoa que ela é. Se você quiser saber sobre minha vida nos mínimos detalhes é só pegar as traduções das músicas da Julien-K (De preferência, uma música que não seja do Sonic). E digamos que música é a minha maior aposta, se eu depender de Retro Games ela me larga em 2 minutos.
Eu diria que é mais uma estratégia do que propriamente um estilo de música. Nas piores das hipóteses, eu tenho uma meia dúzia de música popular das Soundtracks do NFSU2 e Burnout Dominator. Mas visto a seguinte combinação, eu acho difícil ela se desinteressar:

Fã de música Electro/Synth + Demonstra interesse em mim + O pessoal da minha sala demonstra interesse em Julien-K + Uma experiência nova (?) = Julien-K (?)

Mas também, não quero dizer que se ela não gostar de Julien-K é Game Over, tentaria ver se há algo mais que ela goste e eu também.


Faça uma plano B pelo menos, ao invés de apostar só naquilo que vc gosta, veja também quais são os gostos dela também. Desenhos, história, etc..

#25 Solister

Solister

    Yeah, I'm a fool for the Girls and the Parties...

  • Membros do Fórum
  • 3.456 posts
  • LocationCalifornia Noir

Postado 06/08/2017 - 21:42:56

 

Aí é que está a questão. Não é por que vc nasceu, que as coisas vão ser perfeitas do jeito que vc quer. Se trantando de pessoas então, o que eu diga. Realmente as vezes não terá ninguém ao teu lado para falar do que vc gosta. As vezes vc vai até precisar falar do que não gosta. Se isolar não resolve o problema. Vc pode fingir que o problema não existe, mas ele continuará existindo. Falo isso por que por um curto período de tempo, quando era quase da sua idade (talvez mais novo), já foi assim. E acredite, talvez se isolar seja ainda pior. Se vc espera por algo melhor no futuro, começa com as acções. Sonhar com dias melhores, todas as pessoas sonham, mas vc vai ter que fazer alguma coisa.

 
Não espere a garota tomar atitude. Tente deixar sua timidez uma vez, vá com calma. Mande um oi no facebook quando ela estive online. Tente se aproximar dela quando vc estiver no colégio, quando for falar com ela pessoalmente, dê toda a sua atenção. Se ela realmente for a garota certa, vá em frente.

 

E eu faria o que? Talvez o maior problema nem seja que as pessoas não gostam do mesmo do que eu, mas certamente me desconhecem muito. Aposto que mal sabem que gosto de Julien-K (Sabem que é algum gênero Eletrônico, mas não especificamente o que), que gosto de Retro/Old Games, que sou fã de Star Wars. O que eu ainda diria que sabem um pouco é que conheço bem programação/hacking, mas só de abrir um Command Prompt de MS-DOS os caras já acham que posso hacker o PC central da escola (De certa forma até posso, mas seria beeeem complexo). Eu até finjo levar de boas, mas no fundo é algo que até eu mesmo desconheço. Tópico relacionado.

 

Bem, eu diria que ainda as coisas ainda estão (E possivelmente serão lentas). Só para eu adicionar ela no Facebook eu fiquei tenso, dar um passo maior seria pior ainda. E também trabalho com muitas suposições, tipo ela ter me aceitado pode ser algum indício, mas se olhar ela já era amiga de metade da minha sala e até do meu irmão! Eu ainda vou tentar fazer aquilo que disse acima, ir mostrando minha vida pelo Facebook e se ela se interessar entramos mais fundo. E de certa forma, é até um período ruim para se falar nisso. Ano que vem eu entro pro colegial, mesmo que eu não mude de escola ela poderia mudar quando ela passar pro colegial. E daqui 3 anos seria adeus, só se ficássemos grandes amigos e ainda mantivéssemos contato. Por isso, eu vou deixando, assim caso algo dê errado não seja tão ruim psicologicamente. Fora que ultimamente estou passando por um desequilíbrio emocional que só de ouvir alguma música dá vontade de chorar (Deve ser coisa de adolescente)

 

Solister, já tentou ser mais objetivo quando faz algum post? Tipo, sintetizar uma idéia, para que não fique um texto grande demais?

Só dúvida mesmo.

 

Eu tento, mas é difícil, ainda mais quando se pretende fazer jornalismo (Ou Relações Internacionais). E como dito anteriormente, esse é o único jeito que encontro de desabafar o que acontece na minha vida,



#26 Solister

Solister

    Yeah, I'm a fool for the Girls and the Parties...

  • Membros do Fórum
  • 3.456 posts
  • LocationCalifornia Noir

Postado 06/08/2017 - 21:56:34

Double Post por que não vi que tinha postado.

 

Faça uma plano B pelo menos, ao invés de apostar só naquilo que vc gosta, veja também quais são os gostos dela também. Desenhos, história, etc..

 

Bem, minha ideia é essa, demonstro o que gosto no Facebook, eu vejo o que ela gosta, se encontrarmos algo em comum, podemos começar a puxar conversa no privado, daí passamos a conversar na escola, eu mostro algumas músicas minhas e me descrevo pessoalmente e se nos encontrarmos, segue, se não, não.

 

Claro que isso também envolve uma mudança de estilo de vida quase total nosso. Eu ia tentar trazer ela para o lado mais Hacker/Geek da sociedade. Mostrando também músicas ChipTunes e esse tipo de coisa. Tanto é que uma das primeiras perguntas que gostaria de fazer quando ficássemos mais íntimos era se ela topava encarar essa aventura dentro desse mundo. Se ela aceitasse, a primeira coisa que eu ia fazer era colocar a música da cantina do Star Wars.

 

Na verdade, eu tenho uma versão menor estilo ChipTune que na verdade é um mix do filme original.

 



#27 D.Solaire

D.Solaire

    ...

  • Membros do Fórum
  • 395 posts

Postado 06/08/2017 - 21:58:26

E eu faria o que? Talvez o maior problema nem seja que as pessoas não gostam do mesmo do que eu, mas certamente me desconhecem muito. Aposto que mal sabem que gosto de Julien-K (Sabem que é algum gênero Eletrônico, mas não especificamente o que), que gosto de Retro/Old Games, que sou fã de Star Wars. O que eu ainda diria que sabem um pouco é que conheço bem programação/hacking, mas só de abrir um Command Prompt de MS-DOS os caras já acham que posso hacker o PC central da escola (De certa forma até posso, mas seria beeeem complexo). Eu até finjo levar de boas, mas no fundo é algo que até eu mesmo desconheço. Tópico relacionado.

Bem, eu diria que ainda as coisas ainda estão (E possivelmente serão lentas). Só para eu adicionar ela no Facebook eu fiquei tenso, dar um passo maior seria pior ainda. E também trabalho com muitas suposições, tipo ela ter me aceitado pode ser algum indício, mas se olhar ela já era amiga de metade da minha sala e até do meu irmão! Eu ainda vou tentar fazer aquilo que disse acima, ir mostrando minha vida pelo Facebook e se ela se interessar entramos mais fundo. E de certa forma, é até um período ruim para se falar nisso. Ano que vem eu entro pro colegial, mesmo que eu não mude de escola ela poderia mudar quando ela passar pro colegial. E daqui 3 anos seria adeus, só se ficássemos grandes amigos e ainda mantivéssemos contato. Por isso, eu vou deixando, assim caso algo dê errado não seja tão ruim psicologicamente. Fora que ultimamente estou passando por um desequilíbrio emocional que só de ouvir alguma música dá vontade de chorar (Deve ser coisa de adolescente)


Eu tento, mas é difícil, ainda mais quando se pretende fazer jornalismo (Ou Relações Internacionais). E como dito anteriormente, esse é o único jeito que encontro de desabafar o que acontece na minha vida,

Não há nem um problema em as pessoas lhe desconhecerem. Eu por exemplo, nesse assunto sou mais reservado.

E também, o mundo é muito grande...

Existem mais de 7 bilhões de pessoas no mundo, diversos lugares e histórias e mais histórias...

Não sei se vc entendeu o que eu quero dizer, mas apenas reflita.

Se as coisas estam lentas, acelere as coisas então, para o relacionamento não ficar parado. Se achar que esta indo rápido demais ela irá lhe falar, ou vc mesmo irá reparar. Lol, vc só adicionou ela como amiga, sabe o que isso significa? Nada.

Quer dizer, ainda não significa. Suposições em excesso podem mais lhe atrapalhar do que realmente ser algo construtivo. Se vc trabalha em suposições, faça com que uma delas seja verdadeira, e se prepare para as consequências. Ano que vem vc irá trocar de colégio? Então aproveite o tempo que tem. Aí vc terá uma nova estória para contar quando chegar no seu novo colégio.

Se vc está desequilibrado emocionante, se equilibre denovo. Se vc ouvir músicas tristes, vc ficar triste. Tente ao menos ser otimista uma vez, ouvir músicas mais alegres, ou de uma olhada nos stand up comedys por aí para dar risadas. Enfim, é claro que isso é o básico, se o seu problema for mais sério, procure um profissional da área.

#28 D.Solaire

D.Solaire

    ...

  • Membros do Fórum
  • 395 posts

Postado 06/08/2017 - 22:11:53

Double Post por que não vi que tinha postado.


Bem, minha ideia é essa, demonstro o que gosto no Facebook, eu vejo o que ela gosta, se encontrarmos algo em comum, podemos começar a puxar conversa no privado, daí passamos a conversar na escola, eu mostro algumas músicas minhas e me descrevo pessoalmente e se nos encontrarmos, segue, se não, não.

Claro que isso também envolve uma mudança de estilo de vida quase total nosso. Eu ia tentar trazer ela para o lado mais Hacker/Geek da sociedade. Mostrando também músicas ChipTunes e esse tipo de coisa. Tanto é que uma das primeiras perguntas que gostaria de fazer quando ficássemos mais íntimos era se ela topava encarar essa aventura dentro desse mundo. Se ela aceitasse, a primeira coisa que eu ia fazer era colocar a música da cantina do Star Wars.


Na verdade, eu tenho uma versão menor estilo ChipTune que na verdade é um mix do filme original.


Estratégia difícil, até. Vc teria que ficar fuçando o facebook dela toda hora para ver se acha alguma coisa. E as pessoas tendem a serem superficiais nas redes sociais, podendo não ser aquilo que aparenta. Ou, ela pode nem ligar muito sobre o que posta no facebook, quando vc dá atenção demais a isso. Outro problema é que vc está dependendo demais dessa - pois essa sua estratégia te deixa em uma zona de conforto -, já é agosto e daqui a pouco está terminando o ano.

Se aproxima dela na escola primeiro, e depois converva com ela pela internet.

--

Ok, essa dica aqui é caso vc não saiba como chegar em uma garota na escola, e que eu já utilizei algumas vezes (heheh)

É algo tão simples, mas funciona sempre quando eu fiz...

Peça ajuda de uma matéria para ela. Simples não? Mesmo que vc já saiba alguma coisa, pergunte mesmo assim, algo fácil para ela lhe responder. Não vou prolongar mais a dica pois isso daqui não é um fórum para de "como vc deve fazer as coisas com garotas" ou um fórum de namoro, mas basicamente é isso, vc já tem o básico para chegar e falar com ela na escola.

#29 Ken

Ken
  • Membros do Fórum
  • 3.182 posts

Postado 06/08/2017 - 22:23:34

Eu tento, mas é difícil, ainda mais quando se pretende fazer jornalismo (Ou Relações Internacionais). E como dito anteriormente, esse é o único jeito que encontro de desabafar o que acontece na minha vida,


não cara. jornalismo n tem nd a ver com fazer posts desnecessariamente grandes e enfadonhos em um forum autista. se qr ser jornalista, comece a ler aforismos. vai te ajudar a sintetizar os textos e se expressar com clareza

#30 Ken

Ken
  • Membros do Fórum
  • 3.182 posts

Postado 06/08/2017 - 22:30:47

escola é uma porra. nunca aprendi nada naquela merda




0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos