SONIC BLAST

Falhas Técnicas (Bugs)  Dicas e Códigos Secretos  Sonic em Outros Games  Detonados  Resumos/Reviews Previews Personagens Manuais de Instrução Página Inicial

  Em 1996 a Sega encerrava praticamente a produção de novos jogos para os consoles 8 e 16 bits. No Mega Drive tivemos Sonic 3D Blast e nos sistemas 8 bits o Sonic Blast, também conhecido por "G Sonic" no Japão. Aliás, o game foi feito para o Game Gear, sendo que a adaptação ao Master System ocorreu somente no Brasil através da Tec Toy, já que o Brasil foi praticamente um dos poucos países em que o Master System realmente "pegou" e fez sucesso - e ainda vinha fazendo até então. O jogo foi uma tentativa de trazer gráficos melhores para os sistemas 8 bits, mas acabou não agradando a muitos, como será visto nesta análise.

Novidades 

  Sonic Blast é um game bem diferente do estilo Sonic 8 Bits. O modelo (sprite) dos personagens, fases e itens dão a impressão de um gráfico em pseudo-3D. Isso caiu muito bem, pois o gráfico ficou bonito para uma plataforma 8 bits, embora não deixe de causar um estranhamento. Isso porque os jogos do Sonic em 8 bits sempre foram caracterizados por gráficos bem coloridos (em estilo bem "cartoon"), enquanto que Sonic Blast tem um estilo mais sóbrio. O jogo traz ainda pela primeira - e única - vez nos consoles 8 bits o Knuckles como personagem jogável. Cada um possui uma habilidade distinta, que irá lhe ajudar muito em certos pontos das fases. Ambos são bastante rápidos, mas Knuckles ainda leva a melhor, por sua habilidade de planar e escalar. Já Sonic conta com o Spin Dash e o Insta-Shield. Uma outra novidade, algo exclusivo de Sonic Blast, é o fato de que quando se encosta em algum badnik ou espinho, perde-se 10 anéis e não todos, como nos demais jogos. A trilha sonora é talvez um dos pontos fracos do game, não tendo nenhuma música que tenha chamado a atenção, como nos demais jogos 8 bits.

  As fases são divididas em 3 atos, igual à Sonic Chaos e Triple Trouble. No último ato, Robotnik aparece tentando lhe derrotar de qualquer jeito com uma de suas invenções. A tela de início dos atos está bem diferente. Ela mostra a sua pontuação acumulada a cada ato, seu número de vidas e o limite de tempo para terminar a fase (10 minutos). Nenhuma dessas informações aparece durante o game.

  A tela do game exibe apenas o número de Rings. Ou seja, não é possível saber o número de vidas, sua pontuação e o tempo da fase enquanto você joga. Além, dessas mudanças, a placa no final de cada fase pode trazer alguns extras, como nos demais jogos do Sonic no mundo dos 8 bits. Você pode obter vida, uma pontuação maior ou absolutamente nada, dependendo da face que aparece na roleta. Os monitores estão presentes. Alguns voltaram, como o monitor de Check-Point de Sonic The Hedgehog. Outros são inéditos, como o monitor oculto, nunca sabendo o que pode pegá-lo assim que destruí-lo. Outros monitores sumiram, como o de invencibilidade. O estranho, é que o escudo agora não reveste o personagem. São apenas duas luzes que ficam em torno de Sonic ou Knuckles, parecido com o efeito de invencibilidade. O game traz também as Chaos Emerald, porém em Sonic Blast são curiosamente apenas 5 esmeraldas. Elas são obtidas no Estágio Especial, que será descrito com mais detalhes a seguir. Quanto ao mais o game não traz outras novidades em relação aos demais jogos 8 bits.

Diferenças entre as versões

  Há diferenças significativas entre as versões de Game Gear e a de Master System. A versão original é efetivamente a versão de Game Gear, que roda de modo mais natural o game, é mais veloz e conta com gráficos melhores. Um exemplo é o fato de que no Game Gear todas as fases possum background, enquanto que na adaptação de Master System geralmente o background é apenas uma cor sólida de fundo. No campo da jogabilidade, há uma perda na versão de Master System. Além do game rodar mais lento, os comandos respondem com mais dificuldade. Compare abaixo que diferença há na Green Hill Zone entre ambas as versões:

Game Gear Master System

Enredo

  O enredo do game é extraído de uma pequena animação antes da tela-título. Uma grande esmeralda, que o enredo não esclarece se é uma Chaos Emerald ou a Esmeralda Mestre, fragmentou-se em cinco esmeraldas do caos! Robotnik percebe a sua chance de dominar o planeta e novamente enche o planeta de badniks e suas engenhocas. Sonic e Knuckles decidem que só existe uma coisa a fazer: causar sérios prejuízos às invenções de Robotnik e coletar as esmeraldas, antes que ele tome conta de tudo! Uma eletrizante corrida contra o tempo começa e nossos heróis devem o mais rápido possível acabar com os planos de Robotnik! Será que eles conseguirão?

Análise Técnica

  Houve um esforço por encerrar a carreira do ouriço no mundo dos 8 e 16 bits com dois games que pudessem marcar a transição de gerações. No Mega Drive isso ficou a cabo com o Sonic 3D Blast, no qual o Sonic poderia se mover em todas as direções; e no mundo do 8 bits com Sonic Blast, que trazia Knuckles como jogável, e um conceito de gráfico menos cartunizado e mais sóbrio, além de sprites em uma espécie de pseudo-3D. A fórmula foi interessante, mas não agradou a todos. Sonic Blast não chegou a ser um game que tenha despertado atenção significativa por parte dos fãs.

  No que tange aos gráficos, como foi dito acima, a versão Game Gear apresenta gráficos mais caprichados. As texturas possuem mais detalhes e cores. Além disso, os backgrounds são desenhados, sempre trazendo um fundo interessante (na Yellow Desert Ato 2, o fundo é bem bacana, retratando uma pirâmide). É, sem dúvida, o melhor gráfico da série Sonic no mundo dos 8 bits, mas com um estilo mais realista e menos cartunizado.

  Quanto ao som, o jogo infelizmente não possui uma trilha sonora bacana. As músicas não se encaixam muito na fase e não há uma música marcante, como há nos jogos anteriores do Sonic no mundo dos 8 bits. Isso faz o jogo perder um pouco de sua graça, pois a trilha sonora sempre foi um ponto forte, mesmo com a limitação do som dos consoles 8 bits. Quanto à jogabilidade, a engine apresenta algumas falhas: ao tentar dar o Spin Dash no logo na entrada de um looping, às vezes o personagem não consegue subir no looping, como se houvesse uma parede e não um looping. É preciso dar o Spin Dash um pouco mais de trás. Ou seja, o looping não ficou muito bem programado. Além disso, a jogabilidade nas partes aquáticas ficou terrível. Para dar a sensação de estar na água, a velocidade é bem reduzida. Isso porém sacrificou a precisão dos comandos, pois é difícil às vezes controlar o personagem. Já nas partes "secas", a engine é bem veloz (especialmente no Game Gear), o que faz com que também haja uma dificuldade para frear, por exemplo.

  Vale ressaltar uma curiosidade quanto ao Master System: somente o botão 2 serve como pulo (e para o Insta-Shield e Spin Dash). O botão 1 serve para pausar o game, sendo que o botão START do console não serve para nada. Além disso, quando se congela o game, o contador de anéis traz um anel que continua girando, mesmo com o jogo pausado. O game é divertido, mas não traz muitos elementos diferentes para dar um diferencial na jogabilidade. Em algumas fases é necessário pegar plataformas flutuantes, utilizar um transportador acionado com Spin Dash, o que dá uma quebrada no jogo "retilíneo". De todo modo, não traz todos aqueles diferenciais que os jogos da série 8 bits traziam (especialmente o Sonic 2). Em síntese, o jogo agrada e vale a pena se dedicar meia hora, uma hora, para fechá-lo. Mas não é um jogo com muito fator "replay", ou seja, aqueles jogos que dão vontade de jogar várias vezes por pura diversão.

Personagens e habilidades

  Pode-se jogar com Sonic ou Knuckles. A seleção é feita logo após a tela-título. O curioso é que há uma espécie de monitor que aparece o personagem. Neste monitor Dr. Robotnik parece "brigar" com o Sonic ou Knuckles para ficar visível (na animação que aparece neste monitor, é como se Robotnik empurrasse os dois para se exibir). Este é o único jogo que conta com Knuckles jogável no mundo 8 bits. Vamos a cada um deles.

  Sonic está de volta à ação e desta vez mais veloz! Suas habilidades são:

Pulo: Apertando o botão 2 do controle ou A e B no Game Gear, Sonic irá pular, transformando-se numa bola. Útil para atacar os inimigos ou mesmo para ganhar impulso
Insta-Shield: Apertando o botão 2 ou A e B no Game Gear do controle enquanto Sonic estiver pulando, ele irá executar um segundo pulo com o Insta-Shield, habilidade que ajuda a destruir badniks. Isso é útil para acessar lugares mais altos. Você não precisa estar no ponto mais alto para acioná-lo, podendo acioná-lo em qualquer altura em que o Sonic estiver pulando.
Spin Attack: Ao segurar pra baixo enquanto corre, Sonic irá girar no formato de uma bola, destruindo os inimigos e barreiras.
Spin Dash: Ao segurar para baixo e o botão 2 ou A e B no Game Gear, enquanto parado, Sonic irá concentrar um Spin. Quanto mais tempo carregar, mais rápido será o Spin. Ao soltar, Sonic sairá destruindo tudo: badniks, monitores e barreiras.

  Knuckles finalmente vira personagem jogável no 8 bits (ressalvado a série Drift). Suas habilidades são:

Pulo: Apertando o botão 2 do controle ou A e B no Game Gear, Knuckles irá pular, transformando-se numa bola. Útil para atacar os inimigos.
Planar: Segurando o botão 2 do controle ou A e B no Game Gear, enquanto Knuckles estiver pulando, ele irá planar, até cair no chão. O problema é que como as fases são pequenas e a altura é baixa, não é muito útil planar no game.
Escalar: Encostando em alguma parede enquanto Knuckles estiver planando, ele poderá grudar nela e assim escalar. Use o direcional para cima e para baixo para escalar. Caso queira sair da parede, aperte o botão de pulo.
Spin Attack: Ao segurar pra baixo enquanto corre, Knuckles irá girar no formato de uma bola, destruindo os inimigos.
Spin Dash: Ao segurar para baixo e o botão 2 ou A e B no Game Gear enquanto parado, Knuckles irá concentrar um Spin. Quanto mais tempo carregar, mais rápido será o Spin. Ao soltar, Knuckles sairá destruindo tudo: badniks, monitores e barreiras.

Fases

  O jogo possui 6 fases. As fases são relativamente curtas, mas elas trazem várias possibilidades de caminho, o que não é algo muito comum nos demais jogos da série nas plataformas 8 bits. Em várias fases há túneis, loopings, barreiras que devem ser quebradas com Spin Dash, além de lugares secretos, que você deve apertar algum botão para liberar o acesso. Cada fase é dividida em 3 atos, sendo que o terceiro ato bem breve, com o chefe, que é sempre Dr. Robotnik. Em todos os chefes joga-se com anéis, não há chefes com zero anel, como em alguns outros jogos.

1. Green Hill Zone: A velha e boa Green Hill Zone está de volta, com seus girassóis, palmeiras e badniks de sempre. Contudo desta vez é possível subir por cima das palmeiras para alcançar novos lugares. As pontes estão de volta e tome cuidado com os badniks peixes que surgem quando você passa por cima. Há algumas pontes que caem à medida que você passa por elas. Os loopings estão de volta, bem como túneis. Há uma breve passagem aquática nela também. Chefe: Dr. Robotnik aparecerá em uma nave atacando com um bumerangue, desvie de seus ataques e acerte sempre que possível a cabine dele. 5 batidas para derrotá-lo.

2. Yellow Desert Zone: Estamos agora em um Deserto. No ato 1 você corre na parte externa. É possível ver o pó da areia. Cuidado com badniks que rastejam sobre o chão. Eles são bem rápidos e se você não usar o Spin Attack com antecedência, vai perder alguns anéis. O ato 2 se passa no interior de uma pirâmide, com um belo background. O curioso é que o ato 2 é um dos raríssimos atos da série Sonic em que você termina a fase pela esquerda e não pela direita. Chefe: Dr. Robotnik tentará acertá-lo de qualquer modo com sua lança, alternando rapidamente entre o lado esquerdo e o direito. Aproveite para acertar a cabine dele 8 vezes especialmente após ele soltar a lança.

3. Red Volcano Zone: Passado o Deserto, agora chegamos em uma belíssima região cheia de vulcões. No ato 1 você já terá contato com a lava que corre sobre o chão. Cuidado porque é perda de anéis na certa. Para atravessar as lavas com calma, é necessário ficar pulando sobre uma espécie de bote que solta um ar e anda deste modo sobre a lava. O ato 2 você segue no interior do vulcão, com os mesmos desafios da área interna, mas mais difíceis. Chefe: Um chefe bem estranho, você sobe numa plataforma e Dr. Robotnik ataca no ar. Mas não se preocupe, não há nenhum perigo de o personagem cair do cenário, sempre a plataforma acompanhará o personagem. É um pouco chato de acertar. Deve-se acertar a cabine, sempre se atentando pra quando o chefe ficar no mesmo nível (mesma linha) do personagem. 8 batidas para derrotá-lo.

4. Blue Marine Zone: Após um deserto e vulcão, é hora de refrescar numa fase aquática e gelada. No primeiro ato é possível você escapar da água, pois nela a jogabilidade fica mais lenta (além de ser necessário pegar a respiração nas bolhas que surgem em locais determinados, sem elas, você pode morrer afogado). O curioso é que diferente do Mega Drive, o contador para você pegar uma bolha de ar parte de 10 segundos e não 5 segundos. O ato 2 não tem jeito, é totalmente aquático e relativamente complicado, pois é necessário acionar alguns botões, pegar túneis, tomar cuidado com correntezas de água. Chefe: Chefe também aquático. Corra atrás de Robotnik sempre pegando bolhas de ar para não morrer afogado, elas vão surgir do nada cada hora em um lugar. Robotnik irá parar de vez em quando para atirar torpedos e lasers em você, sempre que oportuno ataque-o em sua cabine! 6 batidas para o sucesso!

7.Silver Castle Zone: Última fase, bem trabalhosa, embora não muito difícil. Ela se passa no interior de um Castelo que lembra um pouco a Scrap Brain Zone. Existem umas plataformas que se você pular nela, elas começam a andar e acendem um painel de luz. Esse painel vai liberando warp zones (eles ficam ativos quando estão vermelhos). São vários ao longo da fase é praticamente impossível descrever qual é a ordem que você tem que pegar. É meio dedutivo, tem que ir tentando até conseguir chegar no fim da fase. Os badniks são bem desafiadores. No ato 2 além de tudo isso você ainda vai enfrentar paredes de espinho que começam a correr no cenário. O pior é que de vez em quando a tela dá uma travada e se você ficar bem no canto, quando a tela voltar a andar, você ficará empurrando o "nada", travando o personagem e encostando a parede espinhos. Chefe: Cuidado com os lasers de Robotnik, pois eles batem e rebatem e sempre ficam voltando pra você! Por isso pule quando eles estiverem vindo. Você andará sobre uma esfera, que faz mover uma plataforma que serve para rebater os raios lasers. Por isso se atente para que lado parte os lasers de Robotnik e mexa a esfera em direção oposta para que o rebatador fique na mesma linha do raio laser, rebatendo e acertando Robotnik. 10 acertas e pronto!

Chefe Final: Conseguiu as cinco esmeraldas? Então agora é hora de derrotar Robotnik de vez. Você vai para uma área externa e conta com 99 anéis. Robotnik fica numa pequena nave (como será que ele cabe lá dentro?), com chifres que serve para proteger a cabine. Essa nave solta uma espécie de espinho que se você encostar perde anéis. Já próximo ao chão fica uma pequena nave, que fica girando com espinhos em volta. Se encostar é perda de anéis na certa. Para derrotar o chefe, é necessário pular bem no meio da nave do chão. Com isso a nave de Robotnik vai ficar parada no ar com uma flecha. Enquanto estiver esta flecha pule com muito cuidado bem no meio e Robotnik fará uma cara feia e soltará vários espinhos. Faça isso 4 vezes. Depois da quarta vez, a nave próxima ao chão começa a se deslocar, e fica mais difícil acertar. São necessárias mais 4 batidas. Após isso o chefe é derrotado. É um pouco complicado, o segredo é deixar as naves bem distantes, ser veloz e pular o mais rápido possível. Só se pode acertar enquanto estiver a flecha! Feito isso, você derrotou Robotnik!

Monitores

  Sonic Blast traz os monitores mais conhecidos do universo Sonic. O monitor de Check Point está de volta, porém o de invencibilidade não está presente. Ele traz ainda um monitor secreto, com um ponto de interrogação, que pode conceder qualquer um dos outros itens. O curioso de Sonic Blast é que são poucos monitores e eles ficam bem escondidos, são poucos os que se acham no caminho normal. Os monitores são:

 Super Rings (Super Anéis): dá 10 anéis extras;
 Robotnik: Não se ganha absolutamente nada, pelo contrário, perde-se 10 anéis;
 Life-Up (Vida Extra): dá uma vida extra;
 Shield (Escudo): deixa você protegido, de modo que quando você for atingido não perde anéis ou se não tiver nenhum, não morrerá. O curioso é que são apenas duas luzes que ficam em torno de Sonic ou Knuckles, parecido com o efeito de invencibilidade.
 Power Sneakers (Super Velocidade): deixa o personagem ainda mais rápido temporariamente;
 Check-Point: ao morrer o personagem recomeça do ponto onde quebrou este monitor;
 ???: Monitor oculto, pode ter o efeito de qualquer um dos monitores descritos acima;

Placas de Fim de Ato

  As placas de fim de ato na série 8 bits podem trazer alguns bônus. Aparentemente não há uma lógica nas placas de fim de ato de Sonic Blast. Elas aparecem talvez conforme um misto de número de anéis e tempo (e é notório que quanto mais rápido você terminar a fase, maior a chance de aparecer uma placa melhor).

Ring: Quando uma Ring aparecer, 10 Rings são ganhas a seu favor.
Sonic ou Knuckles: Quando a face de Sonic ou do Knuckles aparecer, uma vida é ganha.
Robotnik: Quando a face de Robotnik aparecer, nada é ganho.
Super Sonic: Quando a face de Super Sonic aparecer, a sua pontuação é aumentada. Essa plaqueta gerou muita confusão, pois muitos pensavam que Super Sonic era jogável nas fases. Infelizmente, Super Sonic só aparece na plaqueta

Special Stage

  Os Special Stages estão de volta em Sonic Blast. Porém numa sistemática diferente. Primeiro eles não são acessados terminando-se a fase com mais de 50 anéis, mas são anéis gigantes localizados em todas as fases em lugares secretos. Segundo que nos atos 1, os Special Stages apenas garantem uma vida. As Esmeraldas do Caos só podem ser pegas nos Atos 2. E só há uma chance. Se não conseguir pegar a Esmeralda, não é possível pegar ela de novo. É uma chance por estágio.

  Porém os estágios são relativamente fáceis. Em todos eles é preciso coletar 50 anéis. Você anda sobre uma esfera muito parecida com a do Estágio Especial de Sonic 3 & Knuckles, porém você só anda para a frente e para os lados, não é possível andar em todas as direções. A câmera é fixa atrás do Sonic e ele sempre está andando para frente. Quando você aperta o botão do lado você apenas desloca a linha do Sonic.

  Há molas, rebatedores e um objeto que faz você correr. Há muitos anéis no ar, que só podem ser pegos com as molas ou pulando-se. Recomenda-se pular os aceleradores, porque às vezes a engine falha e você não consegue pegar os anéis na frente dele, mesmo passando por cima (?). Já quanto às molas, é preciso ver antes se vale a pena pegá-las, pois muitas servem justamente para você desviar dos anéis, que ficam bem na frente das molas (e por isso você deve pular para não pegar a mola). Como são cinco fases, só há 5 esmeraldas apenas. Apenas com elas você consegue jogar no chefe final. Veja em nosso detonado a localização de todos os Rings.

Curiosidades

Versão Brasileira: Podemos dizer que o Brasil foi um país privilegiado quanto a era 8 Bits. Sonic Blast para Master System foi somente vendido no Brasil, pois a Tec Toy conseguiu o direito de fazer uma versão do game. A versão, porém, possui gráficos bem mais fracos que os de Game Gear.

Sonic Colors: As fases de Sonic Blast são relacionadas sempre a algum cenário e cor. As fases são: Green, Yellow, Red, Blue e Silver, que são as cores das cinco esmeraldas do jogo.

Placa de fim de ato na esquerda: A fase Yellow Desert Ato 2 possui uma das únicas placas de fim de ato da série que ficam localizadas na esquerda e não na direita, como é o costume.

Death Egg? A Death Egg aparece na seqüência de comemoração do jogo. Contudo ela não aparece no game, de modo que pode se deduzir que talvez o chefe final se passe dentro da Death Egg, embora no game em momento algum isso seja deixado claro.

Relançamentos: Sonic Blast foi relançado também em Sonic Adventure DX para Game Cube e PC; e na coletânea Sonic Mega Collection Plus, para PC, PS2, GC e Xbox 360. E em 2013 nos EUA foi lançado para o Virtual Console de 3DS.

Ficha Técnica

  Capa do jogo  Ficha técnica

Nome: Sonic Blast / G-Sonic (JAP)
Plataforma: Master System e Game Gear
Gênero: Ação
Distribuidora: Sega
Desenvolvedora: Aspect
Idioma: Inglês (US)
Data de Lançamento: 12/11/1996 (Game Gear); ??/12/1997 (Master System)
 
  Avaliação  Prós/Contras
Gráficos: 9,0
Som: 7,0
Jogabilidade: 7,5
Diversão: 7,5
Nota Final: 8,0
Prós: Gráficos aceitáveis para o mundo dos 8 bits, com a tentativa de implantar um modelo realista; jogabilidade com variações (Knuckles planando, insta-shield do Sonic, jogabilidade mais lenta na água); Special Stages nos moldes do Mega Drive; Knuckles jogável.

Contras: A trilha sonora é uma das mais fracas da série; a jogabilidade deixa a desejar; falta fator "replay".

Diga não ao plágio, cite a autoria!
Por: HKº
Atualizado em: 10/01/2014