Sonic o Filme (Sonic the Hedgehog Movie)

Intro

A ideia de um filme do Sonic foi sempre um desejo de muitos fãs. Um gostinho disso tinha vindo ainda nos anos 90, quando o Ova de um anime do Sonic foi adaptado nos EUA para os cinemas. Pois bem, após 20 anos de série, a ideia de um filme do Sonic ganhou força ao final de 2013 e especialmente em 2014 (ano em que a série completara 23 anos). Muito tempo se passou e nada se falou do filme do Sonic, exceto que seria um live-action e que alguns problemas de bastidores (incluindo a produtora) vieram à tona. Trocada a produtora, o projeto continuou sob silêncio absoluto, até que em 2018/2019 o filme foi novamente revelado. O desejo dos fãs finalmente virou real: Sonic virou um filme de cinema. Conheça todos os detalhes aqui!

 

O começo

Tudo começou em Dezembro de 2013, quando foi encontrado um registro para o domínio sonicthehedgehog-movie, que incluía .com e .net, mas nenhum desses domínio levava a algum site, até mesmo hoje. Tais domínios foram registrado pela SPD Domain Names Inc., a responsável oficial por registrar domínios para a Sony Pictures.

Em 2014 veio a confirmação de que um filme do Sonic estaria sendo feito pela Sony Pictures e pelo produtor Neal Moritz (de Velozes e Furiosos). Em parceria com a Marza Animation Planet, o filme estava para ser um híbrido de CG com animação e vários personagens estariam no filme, mas apenas o Sonic e o Dr. Eggman foram confirmados.

O filme estaria sendo escrito por Evan Susser e Van Robichaux (responsável pela série de tv do Sonic Boom) e produzido por Neal Moritz, Takeshi Ito, Mie Onishi e Toby Ascher.

Na época, o presidente da Columbia Pictures, Hannah Minghella, disse:

Existem infinitas histórias para se contar sobre personagens como o Sonic e sua fan base internacional. Juntamente com nossos parceiros extraordinariamente criativos, estamos procurando capturar tudo que a geração de fãs conhece e ama sobre Sonic e ao mesmo tempo fazer crescer seu público mais do que nunca.

O diretor Van Robichaux, até respondeu a preocupações dos fãs em seu Twitter pessoal, dizendo que ele era um grande fã de longa data do Sonic:

E uma das maiores preocupações da época, era de que o filme poderia ter qualquer relação com o desastroso Sonic Boom, que havia sido lançado na época e estava causando grande furor dentre os fãs, porém, novamente o diretor Van Robichaux foi ao seu Twitter para garantir que o filme não teria qualquer ligação com o Sonic Boom.

Na época, até mesmo rumores de que um filme do Sonic estaria em produção em 1994 começaram a surgir.

 

O inferno de desenvolvimento

Eis que 2014 chega ao fim e começa 2015 e… termina 2015 sem nenhuma novidade sobre o filme do Sonic a não ser que Takashi Iizuka (responsável pela Sonic Team) iria supervisionar o filme do Sonic.

Isso era muito estranho, pois o ano anterior foi tão movimentado para o filme que se especulavam novidades concretas para 2015, até mesmo um trailer, mas o silêncio começou a indicar que talvez o filme tenha sido descontinuado ou entrado em um inferno de desenvolvimento.

Chega 2016 e logo no começo, tivemos novamente Van Robichaux respondendo no Twitter que filme ainda estava em produção, mas que ele não podia comentar a respeito:

Logo em Fevereiro, ainda em 2016, tivemos a notícia que o filme, ainda na Sony e com a Marza, teria sido adiado para 2018 e que o ele seria, de fato, um híbrido de CG com live-action e, claro, preocupações começaram a surgir.

Em Novembro, Tim Miller, diretor de Deadpool e Velozes e Furiosos, foi anunciado como o diretor executivo do filme do Sonic em colaboração com Jeff Fowler.

Em Dezembro, mais preocupações surgiram quando foi confirmado que os personagens do Sonic sofreriam um redesign para o filme, porém nada drástico, pois todos ainda queriam que se parecesse com o Sonic:

E como foi de se esperar, a reação dos fãs não foram muito positivas, pois todos se lembravam de filmes como Mario, Smurfs, Pica-Pau, Garfield, entre outros.

Especulava-se, novamente, que o filme ganharia um trailer perto do fim de 2017.

Eis que 2017 começa com a promessa de que o Sonic teria um caminho sólido nos jogos (que viriam a ser o Sonic Forces e Sonic Mania), e logo depois, Takashi Iizuka em entrevista a revista Famitsu, disse que se você conhecesse as histórias dos jogos do Sonic, o filme seria familiar e não algo maluco inventado para as telonas.

Em meados de 2017 vem a notícia de que o filme do Sonic fora adiado, mais uma vez, para 2019.

Do nada, algo que mudaria o filme para sempre acontece. Depois de meses de silêncio, é anunciado que a Paramount Pictures estaria assumindo o projeto do filme do Sonic e que a Sony não estaria mais envolvida, e mais incertezas começavam a rondar o futuro do filme.

Chega 2018 e novidades sobre o filme surgem mais uma vez.

Começando com Patrick Case, que estava trabalhando no filme do Sonic, e Van Robichaux, que não trabalhava mais no filme, falaram um pouco sobre a nova direção que o filme tomou:

Resumindo, Patrick achava que o filme ficaria incrível, enquanto que Van disse que mudanças foram feitas no script e que o filme estaria mais focado em ação desde que Tim Miller havia assumido. A data prevista para o início das filmagens era Junho ou Julho de 2018.

Eis que finalmente o filme ganha uma data de lançamento: 15 de Novembro de 2019.

Em Março, Ivo Gerscovich, chefe de marca do Sonic the Hedgehog e vice-presidente sênior da SEGA of America, falou sobre a franquia Sonic em geral e também um pouco sobre o filme, onde ele disse que acreditava na visão do diretor Tim Miller em fazer um híbrido de CG e live-action.

 

O começo pra valer

Finalmente uma data de início das filmagens fora decidida, 30 de Julho de 2018, e o local das filmagens saiu de Atlanta para Vancouver.

A primeira versão do logo do filme foi revelada durante a Cinema Con:

Rumores começaram a surgir que Paul Rudd, o ator que fez o Homem Formiga no MCU, estaria sendo cogitado para ser o humano que interagiria com o Sonic no filme. Ele seria Tom, um policial de uma pequena cidade que faria amizade com o Sonic e o ajudaria a derrotar o Dr. Robotnik.

Logo após os rumores, as primeiras informações concretas sobre o filme começaram a surgir: Jim Gianopolus, diretor da Paramount, aceitou fazer o filme depois que o produtor Neal Moritz mostrou a ele uma cena teste de 3 minutos e disse o seguinte:

“O que estamos tentando fazer para o Sonic é um filme sobre um policial de uma cidade pequena e o Sonic em uma época em que ambos estão precisando desesperadamente de um amigo, e esperamos que este tema de amizade seja o coração do filme e o faça prosperar.”

E ainda existiam informações de que Gianopolus via o Sonic como uma espécie de delinquente juvenil:

Sonic é um delinquente juvenil tendo aventuras em um cenário bem rural com um policial local. Era algo que prendia a atenção instantaneamente e era bom o suficiente para se ver o rumo da obra.

 

As gravações

Chega o momento da verdade e tudo começa a se encaminhar. A trama do filme é oficialmente revelada e as gravações ganham uma data definitiva:

A trama do filme é sobre uma pequena cidade se unindo para ajudar o xerife a salvar o Sonic, um ouriço azul antropomórfico que pode atingir a velocidade do som, que está sendo perseguido pelo governo.

  • As gravações começariam na ilha central de Vancouver, na rodovia 19;
  • A Vancouver Island North Film Comission está em discussão com a Paramount e as autoridades e políticos locais sobre a utilização da rodovia para as filmagens de um filme chamado Sonic e que é baseado na série de vídeo games da SEGA, Sonic the Hedgehog;
  • Se aprovado, as gravações ocorreriam dos dias 13 a 17 de Setembro, se o tempo for favorável, das 6 da manhã até as 9 da manhã, e será no trecho entre o cruzamento com a Buckley Bay e a saída para a Cook Crew;
  • Foi escrito que a cena a ser gravada será a de uma caminhonete sendo perseguida e forçada a parar;
  • A Paramount está com um orçamento de 7 milhões de dólares para filmar um filme perto do fim deste ano que contará com um ouriço super sônico gerado por computador que correrá a toda pelas ruas de Ladysmith, BC;
  • Abraham Fraser, encarregado pela localização do filme, disse: “Nós sondamos toda a BC e escolhemos Ladysmith como a cidade do nosso herói para fazermos as gravações.“;
  • A filmagem ocorrerá do meio de Setembro até algo próximo de 8 a 11 dias disso, e percorrerá a First Avenue, entre a Roberts Street e Gatacre Street.

Rumores começaram a surgir de que o Jim Carry faria o papel do Dr. Robotnik. Muitos duvidaram disso na época, mas que no final acabaria sendo verdade.

Pessoas que moravam nas proximidades das gravações, começaram a ser notificadas sobre o que aconteceria. Tais notificações eram informes impressos dando detalhes do que, onde e como ocorreria e um geral do que era a franquia Sonic. Tails e Knuckles foram mencionados, mas aparentemente apenas como contexto:

“O plano é fazer um filme familiar, híbrido de live action e CG animada. O filme se centrará no Sonic e seus amigos, como Tails e Knuckles, que correm por aí coletando itens e pontos enquanto tentam arruinar os planos de dominação global do Dr Eggman Robotnik.”

Logo após o início das filmagens, fotos começaram a aparecer na internet mostrando James Marsden vestido como o personagem Tom Wachowski, o policial que seria o amigo do Sonic, além de várias partes do set:

Durante as gravações, Ben Schwartz é confirmado como o dublador americano do Sonic, na época, ele trabalhava como o dublador do Zezinho no remake dos Duck Tales.

Além disso, Jim Carrey confirmou que seria o Dr. Robotnik no filme e que ele seria um personagem real e não gerado por computação gráfica.

Como se pode imaginar, Roger Craig Smith e Mike Pollock (dubladores americanos do Sonic e Dr. Eggman nos jogos na época), ficaram sentidos com a não participação no filme, mas aparentemente, eles nem sequer foram contactados a respeito:

https://twitter.com/RogerCraigSmith/status/1223288244659355648

Eis que, então, a data de lançamento do filme é novamente alterada, de 15 de Novembro para o dia 08 de Novembro, ainda de 2019.

Em Outubro de 2018 as filmagens se encerraram e a pós produção pode começar, onde finalmente a peça fundamental do filme seria introduzida: o Sonic.

No dia 06 de Dezembro de 2018, algo inesperado aconteceu, o primeiro trailer do filme do Sonic no mundo foi exibido aqui, em solo brasileiro! Durante a CCXP 2018, um teaser do filme foi exibido. De acordo com os relatos, o teaser começou com um close bem fechado no rosto do Sonic. A qualidade da CG do ouriço se assemelhava ao do Pikachu no filme do Pokémon: Detetive Pikachu, onde ele é caricato, mas com texturas e pelos realistas! E então o personagem corre quebrando a barreira do som.

A reação da plateia foi positiva e no geral o personagem parecia ter uma aparência boa. A internet ficou fervorosa com isso, mas nenhuma imagem de tal trailer jamais foi encontrada.

 

A revelação

Dias depois, ainda em Dezembro, finalmente um teaser foi revelado dando uma ideia de como seria o Sonic no filme:

Junto do teaser, novas informações vieram:

  • Sonic se encontra num mundo baseado no mundo real e atual, onde ele desenvolve uma relação de amizade com o policial Tom Wachowski (James Marsden) e acaba encontrando problemas com o Dr. Robotnik (Jim Carrey);
  • Os produtores resolveram ir para uma versão mais realista do ouriço ao invés de algo mais cartunista, como se pode ver pelos tênis dele;
  • O filme Ted é o ponto de comparação que os produtores fazem quando se baseiam em como será a relação dos personagens reais com as CGs;
  • A pelagem do personagem será algo diferente do que estamos acostumados a ver, pois senão pareceria que ele estaria correndo por aí pelado;
  • “Nós olhamos cada variação do tênis que o Sonic teve ao longo dos anos e estamos tentando homenageá-los ao mesmo tempo que fazemos algo atual que o Sonic usaria nos dias atuais.”;
  • A parte mais difícil do modelo do Sonic foram os seus olhos. Os produtores tiveram grandes problemas em como traduzi-los para um filme de live-action. “Eu não acho que a SEGA ficou completamente feliz com a decisão dos olhos. Eles ficariam estranhos se nós não fizéssemos desse jeito. Mas tudo é uma discussão, e esse é o objetivo: mudar somente o que é necessário e manter o resto fiel ao original. Ele não vai parecer como um personagem da Pixar, pois eu não acho que seria a melhor estética para fazê-lo parecer parte do mundo real“, disse Tim Miller, diretor do filme;
  • Com a questão de como o personagem irá representar a sua velocidade no filme, como a pós produção começou há apenas um mês, os efeitos ainda estão sendo finalizados, mas o diretor Jeff Fowler (super fã do Sonic e defensor de que fique tudo como o original), sabia desde o início o que ele queria.” A primeira parte a se fazer é colocar um limite. Se você pode fazer tudo, então nada é especial. Levamos um tempo para conceituar a velocidade, como ela se parece, a sensação dela, como se parece um personagem fazendo aquilo e como isso se relacionaria com o mundo a sua volta. A velocidade muda com o tempo, pois ela evolui, já que o Sonic não pode fazer tudo logo no começo do filme.”, disse Miller;
  • A velocidade é semelhante à mostrada no teaser;
  • O pôster mostra apenas uma parte do que pretendem alcançar com o filme, mas Miller acha que as pessoas verão coisas que elas nunca viram representadas em um filme antes com relação a velocidade. “Nós trabalhamos muito próximos com o pessoal da SEGA que estão nos mantendo nos trilhos com relação sobre o que podemos fazer. Nós estamos tentando fazer algo que os fãs de hoje de qualquer versão do Sonic irá amar.”
  • Com o Sonic sendo retirado do seu mundo e jogado no mundo real, Miller confirmou que parte do filme não se passará na Terra;
  • Ainda não se sabe se o Tails ou o Knuckles apareceriam no filme.

Como esperado, a internet explodiu com isso, mas o sentimento geral ainda era de preocupação, talvez o pior estava por vir e o design do Sonic seria algo completamente fora do que se esperava. Ainda mais com a própria SEGA não ficando completamente satisfeita com o design e os produtores insistindo nele apostando que o público geral acabaria gostando, mesmo que os fãs acabassem não gostando. Afinal, o que poderia dar errado com tal estratégia?

Eis que surge o primeiro poster do filme, o que fez com que os ânimos ficassem ainda mais exaltados:

A coisa começou a tomar tamanha proporção com o desgosto pelo que parecia estar vindo, que Patrick Casey, um dos escritores do filme, pediu para que o pessoal se acalmasse e quando perguntado se até os criadores do Sonic, que disseram que o redesign não ficou bom, também deveriam se acalmar, ele reiterou: “todo mundo”, porém, depois de um tempo parece que o tweet explodiu indo muito além do que ele esperava, então ele o deletou e bloqueou a todos os que estavam envolvidos:

Para se ter uma ideia do tamanho da comoção geral, até mesmo grandes nomes do presente e passado do Sonic começaram a dar voz as suas preocupações com o que estava vindo:

Naoto Ohshima:

“Sonic é um ouriço imaginário, então ele não precisa ser refeito para se parecer mais com um ouriço real nem mesmo em um filme live action. O Mickey não se torna um rato real em live action, se torna?
Isso porque eles são seres imaginários que podem existir quando as pessoas acreditam neles.”

Gurihiru:

“Eu tinha ouvido falar que o filme do Sonic seria uma mistura de live action com animação, mas eu não esperava isso…”

Maekawa:

“Uaaaau, eles fizeram uma versão totalmente inesperada. *rofl*”

“Estou rindo tanto de ver os tweets de pessoas atormentadas na minha linha do tempo 🤣

Yuji Naka:

“Pelos comentários aqui, parece que foi muito mal recebido. Me pergunto se o filme será bom quando assistido. Vejo que muitos filmes de animes ou jogos são bem impopulares. Me pergunto por que isso acontece…”

Nakamura ficou sem palavras ao ver o teaser.

Hirokazu Yashura compartilhou um meme:

E por falar em memes, eles começaram a surgir por todo o canto da internet.

Finalmente, a primeira imagem do Sonic no filme apareceu, se tratava de algo mais antigo, ainda da época da Sony, mas não se sabia disso na época:

Chega 2019 e a sensação de pessimismo ainda paira na comunidade.

Tom Holkenborg, conhecido como Junkie XL, é anunciado para fazer a trilha sonora. Ele trabalhou em filmes como Alita: Battle Angel, Batman vs Superman: Dawn of Justice e Mad Max Fury Road.

Eis que em Março, a bomba. Finalmente é revelado o design do Sonic via vazamentos de um site de marketing de Hollywood, que postou acidentalmente imagens promocionais. Tais imagens foram removidas rapidamente, mas não rápido o suficiente para impedir que se espalhassem pela internet:

Logo após, mais imagens do Sonic apareceram, mas essas seriam mais antigas ainda, da época em que o filme estava nas mãos da Sony:

 

O choque de realidades

Como era de se esperar a reação da comunidade foi, em grande parte, de descrença que tamanha abominação poderia ser real. E isso não vinha apenas dos fãs, mas novamente de pessoas que trabalharam com a franquia Sonic.

Na época, os trailers do filme do Detevive Pikachu já haviam saído e era impossível não se traçar comparações, pois enquanto que os Pokémons mantiveram suas formas, o Sonic parecia algo completamente diferente. Pessoas que haviam sido bem claras em não gostar de como o Pikachu ficou no filme, começaram a se desculpar diante da aparência do Sonic. Até mesmo o Sonic do Sonic Boom começou a ser visto como “bom”.

Relatos de brinquedos e produtos baseados no Sonic do filme começaram a surgir, e até foram revelados mais tarde. Claro que todos ficaram ultrapassados depois da mudança do design do personagem e agora são relíquias de uma era que não existiu.

Em Abril tivemos a primeira imagem do Jim Carrey como Dr. Robotnik revelada oficialmente:

E finalmente, ainda em Abril, tivemos o primeiro trailer do filme (tanto internacional quanto nacional):

Trailers os quais não existem mais oficialmente, já que a Paramount os deletou quando os novos trailers saíram. Não é de se espantar que a internet explodiu com o trailer. Desde o visual do Sonic até mesmo a escolha da música Gangster Paradise para ser a trilha sonora dele, causaram desconforto generalizado entre não somente os fãs, mas por toda a internet. Vídeos de reação e críticas apareceram por toda a parte, apontando os problemas com o design do Sonic. Coisas como as proporções humanizadas (até parecia uma pessoa usando uma roupa do Sonic), os olhos, a boca, os dentes humanizados, os pelos brancos nas mãos ao invés de luvas, entre outros. Sonic da carreta furacão, cria do inferno e Sonic de Chernobyl foram alguns dos apelidos que o design ganhou. A repercussão foi tão negativa que acabou chamando a atenção dos produtores do filme. Isso sem contar que a proporção de like/dislike do trailer ficou muito negativa.

Alguns posters saíram junto do trailer:

 

A responsabilidade

Menos de uma semana depois do lançamento dos trailer, Jeff Fowler, diretor do filme do Sonic, veio ao seu Twitter pessoal para assumir a responsabilidade pelo fiasco do design do Sonic e prometeu mudanças nele:


 

Obrigado pelo suporte. E as críticas. A mensagem foi alta e clara… vocês não estão felizes com o design e querem mudanças. Vai acontecer. Todos na Paramount e na SEGA estão totalmente devotados a fazer deste personagem o melhor que ele pode ser…

Algo inesperado e completamente inimaginável para a época aconteceu. A norma, até então, era de que os diretores de Hollywood cuspissem na cara dos fãs e falassem para os fãs pararem de ser tóxicos e aceitassem o que eles julgavam ser o melhor, enquanto destruíam franquias famosas, porém Jeff Fowler tomou uma rota completamente oposta, assumindo a responsabilidade e ouvindo aos fãs e futuros consumidores do filme. Claro que tudo isso era apenas a respeito do design do Sonic, mas que até então, era a maior reclamação sobre o filme.

Como era de se esperar, muito começou a se falar sobre possíveis atrasos no filme, ou então os responsáveis por toda a mudança do design teriam que fazer quantidades absurdas de hora extra.

Dias depois, o rapper Riff Raff comentou em seus Instagram que ele faria não somente uma das músicas do filme, mas também faria a voz de 2 outros personagens cartoon. Até então ainda não se sabiam quem seriam esses personagens:

 

A intervenção

Ao final de Maio, finalmente veio a notícia de que o redesign realmente aconteceria e que o filme seria adiado:

Com um pequeno teaser do que seria o novo design do Sonic e com uma nova data de lançamento para o dia 14 de Fevereiro de 2020, os ânimos foram um pouco apaziguados com a promessa de ninguém trabalhando no filme seria machucado durante a produção do mesmo.

Em Julho, o produtor executivo Tim Miller falou em entrevista de como foi a reação do lado deles com relação a reação dos fãs. Basicamente falando que ele e o diretor Jeff Fowler perceberam logo de cara que haviam feito uma besteira com o design do Sonic e que o melhor a se fazer seria admitir e prometer mudanças.

Dias depois, os primeiros brinquedos baseados no Sonic do filme apareceram, e não seriam os únicos. Provavelmente a mudança no design do Sonic deve ter gerado um prejuízo para as empresas de brinquedos:

Chega Setembro e um rumor (que mais tarde se provaria real), elevou as esperanças de todos, pois Tyson Hesse estaria ajudando a Paramount a fazer o novo design do Sonic para o filme. Tyson já havia trabalhado como diretor do Sonic Mania Adventures, Team Sonic Racing Overdrive e também havia trabalhado nas animações do Sonic Mania. Ter alguém deste calibre trabalhando com o filme era uma excelente notícia.

Em Outubro, banners do filme do Sonic foram vistos na Rússia, porém eles não tinham nenhuma imagem do Sonic em si, dando a impressão de que o design ainda não estava pronto:

Até que, finalmente, tivemos vazamentos que mostraram o novo design do Sonic pela primeira vez:

Chega Novembro e os novos trailers do filme do Sonic são revelados, comprovando o novo design do personagem e a data de lançamento para o dia 14 de Fevereiro:

Versão brasileira:

Versão internacional:

A recepção foi unânime, novamente, porém desta vez para o lado positivo. Sem dúvidas o Sonic estava com a aparência de Sonic e mais cartunizado. Não havia dúvidas de que chamar o Tyson Hesse para ajudar fez valer a pena.


 

A CCXP 2019

O marketing do filme começou, então, a vir com tudo. Ele teve uma presença significativa na CCXP 2019 com um estande bem customizado e com várias atrações:

Circuito do Sonic

Corra por um circuito o mais rápido que puder, enquanto desvia dos obstáculos e depois mergulhe em uma piscina de bolinhas para encontrar a bolinha premiada. Aquele que for mais rápido levará um prêmio!

Corra com o Sonic

Corra por uma esteira ao lado do Sonic para ver o quão rápido você consegue ir.

Desafio das Argolas

Hora de mostrar toda a sua perícia em uma disputa com bambolês para ver quem consegue dominar os anéis gigantes tão bem quanto o Sonic. Tudo isso em um palco bem no centro do estande.

Sonic em Realidade Aumentada

Uma argola de quase 3 metros de diâmetro simulará a magia do teletransporte dentro da CCXP. Faça aquela pose ao lado da argola e prepare o celular para tirar aquela selfie quando o Sonic sair do portal bem ao seu lado.

Artists Wall

Uma exposição com recriações do poster do filme do Sonic feitas por 17 artistas de todo o mundo, entre eles os brasileiros: Hiro Kawahara, Jairo Dutra, João Souza, Eduardo Vieira e Walber Santos. Uma versão limitada do poster do filme será distribuída para quem estiver lá.

Barbearia do Sonic

Para aqueles mais ousados ou fanáticos pelo Sonic, poderão deixar isso claro com um corte de cabelo feito por Ariel, o Rei do Blindado, barbeiro que ganhou fama ao criar penteados inovadores.

Esse foi uma das maiores presenças que o Sonic já teve aqui. Difícil dizer se isso foi feito apenas feito aqui no Brasil devido ao alcance e importância que a CCXP tem, ou se teve algo a ver com o Sonic ainda ser bem popular por aqui.

 

Reta Final

Com a data de lançamento do filme se aproximando cada vez mais, novos detalhes foram sendo revelados enquanto o marketing se intensificava. Não há dúvidas que a Paramount investiu pesado, não só nas mídias sociais, como em propagandas na TV, outdoors e afins.

As novidades começaram pelo fechamento do estúdio que foi responsável pelo redesign do Sonic, onde rumores de horas extras excessivas surgiram, mas nada foi confirmado e, junto disso, também tivemos o rumor de que o Sonic enfrentaria algum tipo de lagarto no filme:

Sonic the hedgehog, um ouriço azul alienígena super rápido se aliará a um policial de uma cidade pequena para enfrentar as forças do mal, incluindo um cientista maluco que deseja dominar o mundo e um lagarto guerreiro que quer roubar os poderes do Sonic para conquistar o universo. Estrelando Jim Carrey, James Marsden e Ben Schwartz, e dirigido por Jeff Fowler.

No meio de tudo, Dwayne Johnson, também conhecido como The Rock, reagiu a um dos trailers do filme do Sonic, onde o Sonic pergunta se o The Rock já era presidente. Ele comentou: “É tão louco como eu amava jogar Sonic no ensino médio. Muitas luas depois isso… A vida pode ser insanamente imprevisível e surreal as vezes.

O diretor, Jeff Fowler, aproveitou para entrar na brincadeira, dizendo que ainda havia tempo para um cameo no filme:

Eis que, do nada, a Paramount australiana postou um clip do filme mostrando como o Sonic conseguiu os tênis:

Como se não bastasse tudo, os rumores de que um Sonic bebê estariam no filme se confirmaram quando o twitter oficial do filme no Japão, postou um trailer novo mostrando o Baby Sonic. Tal trailer trouxe ainda mais perguntas, como quem seriam aquelas criaturas atrás do Sonic no galho da árvore, vistos na thumbnail abaixo:

Yuji Naka comentou no Twitter sobre o baby Sonic dizendo que eles falariam sobre o mistério do nascimento do Sonic e que ele esperava que Hollywood faria o Sonic ser legal, mas ao invés disso vão mostrar um monte de coisas fofas e que isso era uma pena. Ele ainda disse que acha que os olhos desconectados do Sonic o fazem parecer outra coisa que não o Sonic e que é estranho ele poder correr tão rápido assim mesmo como um bebê:


 

E então ficou a pergunta: como seria o baby Sonic antes do redesign? Bom, não demorou muito para que tivéssemos uma boa ideia disso, pois a empresa Jakks revelou uma linha de brinquedos baseadas no filme do Sonic e todos eles são do design antigo do Sonic, mais uma vez acabando com as teorias de que o design original era tudo marketing:

Ainda em 2019, Geoff Keighley, responsável pela The Game Awards, disse que o Sonic faria uma aparição durante o show, e então todos começaram a especular que seria algo relacionado ao filme (o que de fato era o planejado). Contudo, o show se foi e nada aconteceu, o que deixou os fãs irritados e perguntando o que havia acontecido, até que Geoff respondeu meio que em tom de brincadeira que o Sonic cancelou sua aparição:

E mais tarde ele explicou que o plano era fazer algo com o filme, mas os talentos envolvidos ficaram ocupados filmando outros projetos e que as coisas mudaram de última hora:

Chega 2020 e não demora muito para termos novidades. Do nada, o Twitter da Paramount da Espanha, postou um gif com a descrição: “Me lembro que Longclaw sempre me dizia: “Sonic, vá sem presa, mas sem pausa”. Nunca cheguei a entender isso, na verdade. E vocês, que frases se lembram que lhes dizem frequentemente?

Claro que não demorou muito para as especulações começarem que este tal de Longclaw seria a coruja que teria criado o Sonic que os rumores falavam há muito tempo atrás. O pessoal do Tails’ Channel alegou poder confirmar tal informação:

Eis que a empresa Leg Sports faz proveito de todo o hype pelo filme e lançou o Sonic 5K aqui no Brasil! Trata-se de uma série de corridas que aconteceram em algumas cidades seguindo o lançamento do filme e com o tema do mesmo.

A música tema do filme é revelada:

E mais tarde foi revelado uma versão alternativa da música tema do filme que acabou sendo descartada:

 

Box Office

Inicialmente, era esperado que o filme do Sonic fizesse cerca de 47 milhões de dólares no final de semana de abertura nos Estados Unidos, porém, com o filme ganhando tração no lançamento, essa previsão subiu para algo entre 50 a 60 milhões, o que ultrapassaria o filme Birds of Prey, que por sua vez falhou em atingir o que era esperado para o Box Office, conseguindo apenas 33 milhões de dólares, o que resultou na pior abertura do universo da DC nos últimos 10 anos.

Isso causou tamanha repercussão que alguns fãs do filme tentaram fazer uma brigada no Twitter para sabotar o filme do Sonic, inventando histórias de que coisas ruins teriam acontecido com eles quando foram assistir o filme (coisas como serem alvos de assédio, racismo, homofobia, entre outros), e que tais coisas ruins também existiam no filme.

No final das contas, depois de muito tempo, o filme atingiu o recorde de melhor box office de uma adaptação de vídeo game, deixando o Pokémon: Detetive Pikachu para trás:


 

 

Recepção da Crítica

Como esperado, pelo lado da crítica da lacração e haters em geral, o filme recebeu uma chuva de reviews negativas por motivos banais e coisas sem fundamento. Boa parte apenas em uma tentativa de abaixar a nota do filme para que as poucas pessoas que se importam com coisas como Rotten Tomatos e outros sites de reviews, acreditassem que o filme era ruim e não fossem assistir.

Sites começaram a publicar artigo dizendo coisas como “o filme é sem graça”, “nem mesmo o Jim Carrey conseguiu salvar o filme”, entre outros.

Tudo isso pois um filme focado em um público mais infantil estava prestes a superar grandes sucessos lacradores como o reboot de As Panteras ou o Exterminador do Futuro: Destino Sombrio, e até mesmo o Aves de Rapina. Caso queira entender melhor essa treta, este vídeo dá uma boa explicada:

Por outro lado, a recepção do público tem sido muito positiva. Muitas das preocupações que as pessoas tinham acabaram não se concretizando e isso ajudou muito. A propaganda boca a boca impulsionou bastante a divulgação do filme.

Seja como for, aqui no Brasil levou apenas 1 semana para o filme quebrar a barreira dos 1 milhão de ingressos vendidos:


 

 

Enredo

Tudo começa com o Sonic sendo expulso do mundo dele por ser muito diferente. O poder com que ele nasceu despertou inveja ou ódio daqueles que vivam naquele mundo e isso fez com que o ouriço tivesse que buscar refúgio na Terra logo de cara.

Ele chega em uma cidadezinha bem pacata e monótona chamada Green Hills, onde ele começa a viver escondido sem ter nenhuma interação direta com humanos.

Lá ele viveu escondido por muitos anos, mas sempre observando os humanos e se fascinando por esse mundo novo. Tanto que ele se imagina em situações e coisas que ele gostaria de fazer. Um humano em especial, o policial Tom, chamou mais a sua atenção e ele começou a fingir que vivia com ele, mas claro, sempre sem ter contato direto, o que deixava o ouriço triste e solitário.

Tal solidão faz com que, em um momento de frustração, o Sonic cause uma espécie de pulso eletromagnético que causa um blackout em boa parte dos Estados Unidos e chama a atenção dos militares, que por sua vez se reúnem numa reunião de emergência para descobrir as causas desse misterioso apagão. O superior dos militares chega à conclusão que somente uma pessoa poderia elucidar essa causa misteriosa: um cientista genial, com 300 de QI e 5 PHDs, porém instável e de forte personalidade: Dr. Robotnik, que possui os mais modernos drones e artefatos tecnológicos.

O caminho de Sonic e Tom se cruza em meio à investigação do Dr. Robotnil e então começa uma espécie de corrida de Sonic contra o Dr. Robtnik para evitar que o mesmo consiga pegá-lo e usar seu poder como fonte de energia para os seus drones de alta tecnologia. No meio disso tudo, o Sonic precisa descobrir a como usar e controlar o poder que possui.

 

Análise

Como era de se esperar, o filme é algo criado especificamente para as telonas, que apenas se embasa no material base, no caso, os jogos do Sonic. O filme mantém o respeito com a série, o que significa muito nos dias de hoje.

Contudo, ele faz uma recriação/adaptação/origem do que seria o universo do Sonic para os cinemas, então se você espera ver algo semelhante aos jogos vai acabar se decepcionando. O jeito que o Sonic se move com a super velocidade dele lembra muito o Flash ou até mesmo o Quick Silver nos filmes mais recentes dos X-men, incluindo momentos com câmera lenta também muito parecidos com o que o Quick Silver faz.

Com um enfoque em um público mais infantil e familiar, o filme faz um bom serviço ali, ao mesmo tempo que tem os seus momentos para quem é fã da franquia. Um humor mais leve faz o filme ser bem agradável e com algumas piadas funcionando melhor do que outras. No geral é uma boa mistura entre ação e comédia.

Dr. Robotnik, o qual, interpretado pelo consagrado Jim Carrey, fez uma reinterpretação bem interessante do vilão. Diferente dos jogos, mas algo a altura, e claro, que com todo aquele toque de comédia que o ator tem, misturado com cientista maluco.

Referências estão por toda a parte. Músicas, mapas, placas, entre outros. Você precisa assistir o filme mais de uma vez pra conseguir pegar todas.

Em termos de música, o filme deixou a desejar. Não é segredo que a música sempre foi um dos pontos fortes da franquia Sonic, coisa que se mantém até hoje, porém, o filme não apenas fez pouco uso das músicas da própria franquia, como as músicas escolhidas para o filme foram bem esquecíveis e as vezes até confusas.

O forma como que os anéis são usados foi bem criativo, se basearam na ideia de portais para outros mundos (como acontece no Sonic 1 e 3) e fizeram com que eles fossem exatamente isso. Basta pensar para onde quer ir, jogar o anel e o portal se abre para aquele lugar. Infelizmente é apenas para isso que eles servem.

 

Conclusão

O filme é bom, porém nada espetacular. Vale a pena assistir, sem sombra de dúvidas, especialmente se for levar as crianças junto. De fato é um filme bem família e uma boa introdução da franquia Sonic para uma nova geração.

A mudança no visual do Sonic é algo que é sentido por todo o filme. Sem sombra de dúvidas que valeu a pena e o investimento. Isso é algo que tem que ser dito e repetido, pois não somente um diretor de um filme de Hollywood ouviu os fãs ao invés de antagoniza-los, mas prometeu mudança e cumpriu. Qualquer um que tenha participado dessas críticas deveria ver o filme só por isso pra mostrar pra Hollywood que ouvir os consumidores é um bom negócio. O filme do Sonic está sendo usado como um exemplo. E um exemplo de algo bom.

A CGI do filme ficou acima da média para filme que são híbridos de CGI e live-action, coisa que era um ponto de grande preocupação dos fãs. Em grande parte do filme, você nem sequer pensa que o Sonic era uma computação gráfica de tão natural que conseguiram colocá-lo no mundo. Isso sem contar o trabalho dos atores em interagir com um personagem que não está ali de verdade, coisa que ficou bem feita.

Não há dúvidas que decidiram seguir por uma rota mais segura com relação a tudo no filme. É fácil perceber que tudo ali está em uma quantidade mais moderada e o filme não pende pra nenhum lado em particular. E o resultado acabou sendo bom.

Mesmo com uma desconexão considerável com o mundo dos jogos, o filme consegue criar um universo próprio que é interessante e faz sentido.

A cena extra durante os créditos deixa claro que se a SEGA quiser o filme terá continuação, cena, a qual, ficou muito boa. Agora que a base está estabelecida, seria interessante ver o que poderiam fazer para continuar com a história.

Com um orçamento de 87 milhões de dólares, o filme deve conseguir metade disso só nos Estados Unidos, fora os demais 40 países em que o filme será exibido, então não há dúvidas que ele gerará lucro.

E com um pouco mais de uma semana depois do lançamento, o filme foi considerado o número 1 no mundo:


 

O filme continuou com grande tração na segunda semana, ultrapassando não somente a marca dos 200 milhões de dólares, mas como também deixou para trás o filme da Disney que era esperado como grande sucesso O Chamado da Floresta. O que fez com que a mídia “especializada” fosse a loucura, pois um filme que ouviu os fãs/consumidores estava acabando com a concorrência.

Mais tarde, como esperado, o filme quebrou a barreira dos 300 milhões e ainda sem mercados importantes como China e Japão e com o Covid-19 assolando o mundo.

 

Concept Arts

 

Curiosidades

-Mesmo com o redesign, Yuji Naka ainda não vê no Sonic do filme o Sonic que ele e Naoto Ohshima criaram:

 

-Um boneco do Sonic foi criado para ajudar nas gravações do filme, confiram algumas imagens dele:

-Diversos posters do filme foram feitos, incluindo vários que foram criados para a CCXP 2019 e expostos aqui no Brasil:

-Algumas storyboards do filme foram postadas pelo artista Heiko von Drengenberg em seu Instagram:

-Dois livros sobre o filme foram lançados, Sonic the Hedgehog: The Official Movie Novelization, foi lançado junto do filme (14 de Fevereiro de 2020) e Sonic the Hedgehog: The Official Movie Mad Libs, que foi lançado em 24 de Dezembro de 2019:

-Vários tênis do Sonic foram feitos oficialmente por várias empresas:

-Tyson Hesse, um dos grandes responsáveis pelo redesign do Sonic, confirmou em seu Twitter que Pachacamac, o pai da Tikal, é um dos echidnas que está caçando o Sonic logo no começo do filme:

-Tyson também confirmou que a aparição do Tails nas cenas pós créditos era algo que já estava programado, e ele apenas ajudou a modelar o personagem, que até então não tinha um modelo pronto. Algo que foi confirmado pelo escritor do filme. No mesmo tweet, Tyson confirma que a cena da tartaruguinha foi feita enquanto ele trabalhava no filme:

-Propagandas e produtos baseados no filme:

Diga não ao plágio, cite a autoria!
Por: Skar
Postado em: 14/01/2020
Atualizado em: 03/04/2020

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!