Sonic o Filme 2 (Sonic the Hedgehog Movie 2)

  Devido ao enorme sucesso do primeiro filme do Sonic, considerado até então como a melhor adaptação de um jogo para o cinema, era certo que uma continuação seria feita. E de fato, o Sonic 2 foi anunciado não muito depois do primeiro estrear nas telonas. 

  Desta vez sem nenhum grande problema de desenvolvimento, já que tudo estava nas mãos da Paramount e a SEGA já estava de acordo com a continuação, o segundo filme seguiu com a produção sem problemas, mesmo contando com a Covid atrapalhando as filmagens em 2021.

  Com os mesmos atores e dubladores, o segundo filme segue como uma continuação direta do primeiro, como um filme para toda a família, mas com muito mais ação, embasamento nos jogos e referências.

  Respeito é a palavra que impera neste filme. Respeito pelos fãs e pelo material de origem. É claro que o segundo filme do Sonic apela para os fãs, a quantidade de fan service no filme é ainda maior que no primeiro. Desta vez o filme solidifica ainda mais o universo que está tentando construir para o cinema, dando mais ênfase ao clã dos equidnas e ao das corujas, mas tudo embasado nos jogos.

  E claro, tudo isto é o que os críticos especialistas mais odeiam, quando o filme se preocupa em agradar o público ao invés dos críticos, e por isso, novamente, assim como fizeram com o primeiro filme, estão dando notas baixas para o filme em uma tentativa fútil de tentar diminuir o seu sucesso, ao mesmo tempo que o público jogou a nota nas alturas.

Recepção da Crítica

  Não muito diferente do primeiro filme, a galera da crítica especializada fez o que pode para derrubar a nota do filme para tentar diminuir o seu sucesso, algo que foi, como sempre, recebido com ridicularização por parte dos fãs e do público em geral, que deu notas altíssimas para a continuação. Tudo porque o filme busca agradar ao público pagante ao invés dos críticos especializados.

  O filme foi muito bem recebido no geral, ao ponto de ultrapassar todas as marcas estabelecidas pelo primeiro. Tanto que no primeiro Domingo, o filme já era o número 1 no mundo:

 

Enredo

  O filme começa meses depois do fim do primeiro. Sonic agora está mais acostumado com os seus poderes e está os usando para defender as pessoas, literalmente bancando o Batman. Justiça azul como ele se auto intitula. Porém ele ainda é inexperiente e acaba causando mais estragos do que qualquer coisa.

  Enquanto isso, Tom e Meddie saem de férias para irem no casamento da Rachel, irmã da Meddie, e deixam o Sonic sozinho em casa, que apronta todas, mas nisso, o Dr Robotnik consegue fugir no Planeta Cogumelo enquanto se alia ao Knuckles para derrotar o Sonic e tentar encontrar a fonte do poder audacioso. 

  Vale observar que essa expressão “poder audacioso” foi a tradução dada na versão em português, mas não existe nenhum correspondente nos games. Ao assistir o filme (e ver a observação que daremos na parte que contém spoilers), você vai entender o que é. Os anéis recebidos pelo Sonic continuam de volta, e assim como a VPN with free trial você pode com eles conseguir se transportar para qualquer lugar.

  Tails chega para ajudar o Sonic e ambos partem em busca de tal fonte, enquanto Knuckles e Robotnik os seguem para tentar roubá-los. Agora cabe a Sonic e seu novo melhor amigo, Tails, parar os vilões e salvar o mundo e o universo.

Análise

  Como já dito, o filme é uma continuação direta do primeiro e solidifica ainda mais o caminho que a série Sonic terá nas telas de cinema. O filme começa logo com o Dr. Robotnik no Planeta dos Cogumelos (como assim chamado pelo filme e não Mushroom Hill), quando se preparava para testar seu invento para fugir do planeta, mas é surpreendido quando Knuckles aparece. Os dois se tornam aliados momentâneos, numa introdução um pouco diferente da ocorrida nos games, mas harmônica com a proposta dos games (na qual Eggman chega na Floating Island e convence Knuckles que Sonic está vindo para roubar a Master Emerald). No filme não se passa dessa forma, mas por igual Robotnik propõe uma aliança com Knuckles.  Já o Tails, que até então não conhecia o Sonic, é introduzido procurando por ele por já ouvir falar do ouriço (Tails é uma espécie de admirador secreto). Esta forma de introdução do Tails de certa maneira é mais harmônica com os games, no qual Tails se alia a seu grande herói em suas aventuras.

  A forma com que o passado dos clãs das corujas e dos equidnas é desenvolvido, com o conflito acontecendo antes mesmo do Sonic e do Knuckles nascerem e culminando ao ponto onde o Knuckles é o último da sua espécie e o Sonic herda um poder que ele nem sabia exatamente o que era, é bem interessante.

  Knuckles é semelhante aos jogos, um guerreiro honroso, um pouco ingênuo e não lá muito inteligente, mas mais forte que o Sonic e quase tão rápido quanto o mesmo.

  Tails se intromete no conflito se mostrando um inventor engenhoso e grande fã e admirador do Sonic. Assim como sua origem nos jogos, a raposa não é muito corajosa e não acredita muito em si mesma, até que o Sonic o ajuda a ganhar confiança e a amizade entre os 2 aflora.

  Tudo isso em um filme de ação e aventura, que mistura um pouco de Indiana Jones e Uncharted. Tudo isso embrulhado em um pacote cheio de referências e embasamento nos jogos. É lindo de se ver o respeito pela obra original.

  Infelizmente o filme sofre um pouco da síndrome do Godzilla, onde existem momentos em que o filme esquece dos personagens principais e se foca nos humanos, tornando o filme numa comédia genérica. Isso, aliás, é um dos poucos elementos do filme que sofreram críticas até dos fãs mais flexíveis, mas faz parte do entretenimento. Felizmente, esses momentos são poucos, mas longos demais; felizmente a maior parte do filme é focada no Sonic, Tails, Knuckles e Robotnik.

  O filme conta com várias quebras de expectativas, onde o filme faz você achar que uma coisa vai acontecer, mas é outra que acontece.

  Com várias surpresas durante o filme, especialmente no final (e mais ainda com a cena no meio dos créditos), o Sonic 2 é sem dúvidas melhor que o primeiro e os números não mentem, o filme está quebrando vários recordes de bilheteria. Se você viu o primeiro e gostou, é um crime não ver o segundo.

Box Office

  Desta vez, a competição direta foi contra o filme da Sony, Morbius, que fracassou fortemente no Box Office, então o ouriço azul não teve muita dificuldade de ultrapassá-lo.

  Aqui no Brasil, o filme passou de 1 milhão de espectadores em menos de uma semana, e a barreira dos 2 milhões veio na semana seguinte.

  No final das contas, antes mesmo de estrear em algumas partes do mundo, o Sonic 2 já havia quebrado a barreira dos 350 milhões de dólares. O que não somente ultrapassava o primeiro filme, mas também o consagrou como a adaptação dos vídeo games mais bem sucedida da história.

  O único filme que poderia bater de frente com o Sonic seria o Criaturas Fantásticas 3, que estava sendo mal recebido por problemas próprios.

Resumo do filme (contém spoiler)

Conclusão

  Sonic 2 é, sem sombra de dúvidas melhor que o primeiro. É obrigatório assistir para qualquer fã de Sonic. É raro uma sequência mandar tão bem quanto o filme anterior, mas o Sonic 2 fez isso e com sobra.

  Jim Carrey continua destruindo como Dr. Robotnik. Desta vez ele foi mais a fundo ainda e fez uma das suas melhores interpretações.

  Como um filme bem família, ele mistura muito bem ação, comédia e aventura. O apreço em explicar as coisas e apresentar os personagens é recomendável. A forma com que contam um pouco do passado deles para que até mesmo quem não conhece a série Sonic possa conhecer e se enfatizar com esses novos rostos e para os fãs de longa data, é a afirmação de que estão se embasando nos jogos o máximo possível, o que está deixando os críticos especializados fulos da vida, já que o filme está se esforçando para agradar e respeitar os fãs e o público em geral.

  A CGI ficou boa, salvo alguns momentos em que os efeitos parecem um pouco estranhos, mas a animação dos personagens ficou incrível. As referências aos games aparecem ao longo do filme e diremos logo mais na próxima seção, mas vale observar que o filme continuou sem explorar uma série de elementos, como os escudos elementais, placas de fim de ato e a cena de transformação do Sonic em Super Sonic não foi acompanhada por uma animação. Outro ponto negativo é a ausência de músicas dos jogos (com exceção da Green Hill), que poderiam ter sido melhores aproveitados, de modo que a trilha sonora do filme ficou mais parecida com filmes genéricos de ação/super heróis.

  Agora é esperar pelo terceiro filme, que já foi confirmado. A cena extra no meio dos créditos deixa claro o que devemos esperar para o próximo filme, porém algo ainda está aberto no ar. Jim Carrey disse que está pensando em se aposentar ao mesmo tempo que o diretor do filme disse que não quer chamar outra pessoa para fazer o papel do vilão, então o futuro do Dr. Robotnik ainda é incerto.

Concept Arts

Curiosidades

-Diversos posters do filme foram feitos:

-Em 10 de Fevereiro de 2021, a Paramount soltou o título oficial do segundo filme:

-No dia 15 de Março de 2021, as gravações começaram oficialmente:

-Algumas imagens das gravações acabaram chegando na internet. Trata-se da cena de casamento que o Sonic destrói tentando fugir do Robotnik e do Knuckles:

-Um livro oficial do segundo filme foi lançado, o que fez os fãs da lore americana do Sonic ir a loucura, pois dizia que o planeta que o Sonic, o Tails e o Knuckles vieram se chamava Mobius. Isso veio de uma versão antiga do script, mas apenas o diretor do filme pode dizer se é canon ou não. Seja como for, não faz mais sentido com o filme, já que o Tails veio de planeta diferente dos demais:

-Finalmente um tênis do Sonic foi lançado pela FILA. Um que se parece com o que o Sonic usa:

-Até a turma da Mônica Toy entrou na onda do filme com uma paródia do poster:

-Eis que a Microsoft decide lançar controles peludos tematizados com o Knuckles e o Sonic para o XBox, junto com um console customizado:

-Algumas animações dos créditos animados do filme:

-Mais animações dos créditos do Sonic apareceram, feitas pelo artista Crappy Blue, você pode conferí-las aqui.

-Novamente Tyson Hesse esteve envolvido com o filme, cuidando do design dos personagens e também da storyboard:

-Um servidor oficial do filme do Sonic foi criado no Discord.

-Antes mesmo do lançamento do segundo filme, a Paramount confirmou que um terceiro filme já estaria vindo além de uma série spin off do Knuckles para a Paramount+ que saíra em 2023 e também será híbrida de CG e live action:

-Marketing do filme foi feito para promover o famoso jogo de futebol entre os times do Grêmio e Internacional, conhecido como Grenal:

-A versão japonesa do filme ganhou uma música tema baseada na Green Hill, feita pela banda Dreams Come True, tema o qual agradou mais do que a versão que o resto do mundo teve:

-Assim como no primeiro filme, os escudos elementares não foram explorados no filme;

-A lanchonete que o agente Rocha montou em Green Hills se chama Mean Bean, referência ao jogo Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine do Mega Drive;

-Novamente observa-se uma ausência de padrão no nome de chamar o Dr. Robotnik. Na versão Dublada Sonic chama ele de Eggman na primeira e a partir das cenas seguintes passa a chamar de Robotnik. Na batalha final Sonic volta a chamá-lo de Eggman. Na cena pós-crédito chamam ele de Robotnik de novo.

-A Esmeralda Mestre é chamada de “poder audacioso”, sem qualquer referência nos games;

-Na cena do casamento o toque do celular de Tom é a música da Green Hill;

-A Agência de Combate é chamada de GUN, clara referência aos jogos do Sonic;

-Na praia aparece um sirizinho claramente inspirado no badnik da Green Hill;

-O local onde fica o “poder audacioso” é chamado pelo Sonic de “Templo Secreto” (Hidden Palace?);

-A cena em que Sonic chega no Templo Secreto e cai por um corredor de água é claramente inspirado na Labyrinth Zone de Sonic 1;

-No Templo Secreto, quando o Sonic cai na água ele respira uma bolha de ar em clara referência aos games;

-O Sanic aparece ao início do filme em uma cena em que o Sonic monta um boneco para enganar Tom enquanto ele se aventura para salvar a cidade;

-Há uma menção ao Knuckles de cabeça dura (seria preciso ver o filme legendado para confirmar se chamaram de “knucklehead”);

-Robotnik diz “Eu já passei para o próximo nível”, clara referência ao marketing clássico da Sega de “Welcome to the next level”;

-O Manual do Death Egg Robo é claramente inspirado nos manuais dos jogos do Mega Drive;

-As ações de Marketing no Brasil foram praticamente as mesmas do primeiro filme: Shoppings com parquinhos do Sonic; sorvetes Pardal; brinde do McLanche Feliz; Gasosa Cini; Pão Nino; Copo de refrigerante do Cinemark; ação promocional na Movida Locadora de veículos.

Por ser bem mais escassa as opções e sessões, não vimos a sessão legendada, de modo que todas as referência que aqui fizemos foram feitas baseadas na versão dublada do filme.

Diga não ao plágio, cite a autoria!
Por: Skar
Postado em: 15/05/2022
Atualizado em: 03/06/2023