Category Archives: Notícias

Tyson Hesse não estará envolvido com a série do Sonic na Netflix

Tyson Hesse, um dos principais responsáveis pelo redesign do Sonic no filme, confirmou no fórum da Sonic Retro que não está envolvido de nenhuma forma com a produção da série animada que o Sonic ganhará na Netflix em 2022.

Com o nome de usuário de Boxer Hockey, Tyson disse que está ciente do projeto, mas não tem nenhum tipo de poder de decisão sobre ele. E ainda completou dizendo que ele não escolheria o universo clássico para a animação e que a SEGA nunca irá retornar com força total a era clássica, e como a divisão clássico/moderno não está ajudando a série Sonic, ele acredita que o melhor seria mergulhar de vez no Sonic moderno e fazê-lo ser tão bom e aceitado quanto o universo clássico.

A série do Sonic na Netflix continua sem um anúncio oficial, mas está mais do que confirmada extraoficialmente.

Série do Sonic na Netflix não será baseada nas comics da IDW

Ian Flynn, um dos grandes responsáveis pelas histórias do Sonic nas comics da IDW, confirmou em podcast que a série do ouriço, que foi acidentalmente anunciada na Netflix e que ainda não foi confirmada oficialmente de novo, não será baseada nas comics.

Alívio para alguns, tristeza para outros, ainda se mantém um mistério em qual universo do Sonic tal série da Netflix será baseada. Fiquem ligados que mais informações devem vir em breve.

Fonte: Sonic Stadium

Sucesso do filme do Sonic faz Sony preparar séries e filmes de outros jogos do Playstation

Sucesso do filme do Sonic faz Sony preparar séries e filmes de outros jogos do Playstation

Por Lucas Pedron

Fonte: Unsplash

Fonte da foto: Unsplash

O ano de 2021 promete ser marcado por parcerias entre os videogames, as séries e os filmes. Isso porque após o sucesso do filme do Sonic, que arrecadou mais de US$ 300 milhões em bilheteria no ano passado, a Sony começou a planejar a produção de filmes e seriados inspirados em jogos de sucesso do Playstation. A ideia é lançar, pelo menos, 10 títulos novos nos próximos anos, com alguns estreando nos meses seguintes.

Nos últimos anos, o sucesso dos videogames fez com que outras indústrias abrissem portas para este universo. Além de produtos e desenhos, a temática ganhou espaço também na indústria dos filmes e dos seriados. O próprio filme do Sonic surgiu no meio dessa empolgação, e conseguiu ter sucesso nas bilheterias com um personagem clássico dos videogames, mesmo que ele seja mais antigo.

Lançado em fevereiro do ano passado, Sonic conseguiu arrecadar US$ 306 milhões em bilheteria e bateu alguns recordes do cinema. A aventura foi tão bem-sucedida que os produtores confirmaram, no final de 2020, a produção de Sonic 2. A sequência do filme deve ser filmada nos próximos meses, mas deve chegar nas telonas apenas em 2022, com uma expectativa de que seja outro sucesso.

Entretanto, o filme do Sonic não foi o primeiro a conseguir bons números de bilheteria. Ainda em 2010, a produção Prince of Persia: As Areias do Tempo estreou nos cinemas e conseguiu arrecadar mais de US$ 330 milhões em bilheteria. Até hoje, é o filme inspirado em um game que conseguiu maior sucesso nas telonas, mesmo que tenha sofrido algumas críticas quanto a qualidade da produção e também da história.

Os projetos

Seguindo a ideia feita com o Sonic, alguns personagens devem sair do Playstation para experimentar a vida nos cinemas. Pelo menos, esse é o plano da Sony para os próximos anos. A empresa confirmou que são, pelo menos, sete séries e três filmes baseados em jogos exclusivos do PlayStation que vão ganhar vida. O primeiro, que é Uncharted, deve estrear ainda neste ano, e conta com o ator Tom Holland no papel de Nathan Drake.

Os diretores da gigante japonesa confirmaram que existe um projeto chamado Sony One, que deve fazer uma integração maior nas várias divisões da empresa. Ou seja, os títulos voltados para os videogames devem contar com pessoas que trabalham na parte de cinema da produtora. Isso promete facilitar esse caminho dos jogos de videogames para as telonas, o que é positivo para todos.

A excelente bilheteria conseguida por Sonic nos cinemas foi uma prova do potencial dessa temática, e isso ajudou a fazer com que a Sony unisse ainda mais os diferentes universos da empresa. Isso pode ser uma boa notícia para os fãs do jogo God of War, que sempre foi colocado como uma potencial franquia de cinema, porém nunca virou realidade. Agora, as possibilidades aumentaram consideravelmente.

Temática em alta

Os videogames estão ganhando cada vez mais espaço no mercado do entretenimento, principalmente pela diversidade dos jogos e o alcance com diferentes públicos. No final do ano passado, a busca pelos consoles da nova geração foi enorme e faltou estoque nas maiores lojas do país. Entretanto, o sucesso não é apenas nessa categoria de jogos com gráficos modernos. As plataformas de cassino online também estão ficando mais populares, principalmente pelas interatividades que os melhores sites oferecem. Todos os jogos de cassino online, desde o pôquer até o blackjack, possuem uma versão virtual com temáticas e funcionalidades que superam até mesmo os cassinos físicos. Também é possível citar o sucesso dos jogos para smartphones, que estão ficando cada vez mais modernos e exigentes com os dispositivos, justamente por serem os aplicativos mais baixados nas lojas virtuais.

Essa é a força do mercado dos games, que não para de crescer ao redor do mundo. Os números mostram isso melhor do que qualquer coisa, principalmente em 2020. Segundo pesquisa da Superdata, em alguns meses deste ano o gasto das pessoas com videogames no mundo superou a marca dos R$ 56 bilhões. Um número que deixa para trás várias outras indústrias, inclusive a do cinema.

O Sonic é um dos maiores personagens dos videogames, e conseguiu levar toda essa tradição e sucesso também para os cinemas. A Sony está tentando aproveitar essa onda, e parece disposta a levar alguns sucessos do Playstation também para as telonas. Uma notícia boa para os fãs dos games, que podem consumir conteúdos inéditos de personagens e histórias que ficaram marcadas apenas nos controles.

Novo ano, novos betas revelados

E mais uma vez, o pessoal do The Hidden Palace revelaram mais betas perdidos de jogos antigos do Sonic, similar ao que fizeram no final de 2019.

Desta vez os jogos foram: Sonic Adventure 2, Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine, Sonic Spinball e Sonic 1 do Mega.

Sim, finalmente o famoso beta do Sonic 1 com direito a UFOs na Marble Zone, Sparkling Zone e Clock ork foi encontrado! Confiram os principais detalhes de cada um deles:

Sonic Adventure 2:

  • Build data de Maio de 2001 e foi criada um mês antes do lançamento;
  • Todo os temas de DLC estão disponíveis e habilitados de início;
  • Os menus de tutorial estão bem bagunçados e pouco traduzidos;
  • Algumas funções de debug estão habilitadas;
  • A parte do míssil na Metal Harbor é bem mais difícil;
  • Final Rush tem vários efeitos sonoros diferentes;
  • Os Chao mudam mais rapidamente para a versão Hero ou Dark;
  • Chaos parecem não evoluir naturalmente nesta versão.


Sonic Spinball:

  • Datada de Setembro de 1993;
  • Músicas diferentes na tela de título, todas as esmeraldas coletadas, fugir do Rexxon com sucesso, saída dos bonus stages, completar a fase e sequência do final do jogo.

 

Dr. Robotnik’s Mean Bean Machine:

  • Datada de 17 de Setembro de 1993;
  • Os créditos da staff original não estão presentes aqui;
  • A tela de quando se coloca o cartucho de uma região diferente também não existe aqui.

 

Sonic the Hedgehog (16 bits):

  • Datada de 1 de Maio de 1991;
  • O grito de SEGA não existe nessa versão;
  • Press Start Button está presente nesta versão;
  • O código de seleção de fases é apenas A+Start;
  • O nome original das fases Spring Yard e Scrap Brain estão na tela de seleção de fases;
  • Clock Work ato 3 e Final Zone não existem ainda;
  • Cada ato da Green Hill possuí um background levemente diferente do outro;
  • O Badnik Newtron é rosa;
  • O fundo da Labyrinth Zone é bem diferente e estático;
  • Ainda não existem água ou bolhas;
  • A zona não possuí um boss;
  • UFOs com animação estão presentes por todo o céu da Marble Zone;
  • Os atos 2 e 3 estão praticamente vazios e não existe um boss;
  • O fundo da Spring Yard, chamada de Sparkling Zone, é completamente diferente e com luzes neons que piscam;
  • O ato 2 estava sendo criado ainda e o ato 3 está completamente vazio e sem um chefe;
  • A Scrap Brain é chamada de Clock ork (Clock Work), pois a arte da letra W ainda não existia;
  • O fundo do ato 1 é diferente;
  • O ato 2 não tem fundo;
  • Todos os atos estão vazios de objetos;
  • O ato 3 não foi feito ainda.

E por agora é “só”. Finalmente o maior mistério do começo da série Sonic foi encontrado e revelado, e agora finalmente temos o famigerado beta do Sonic 1. Sem sombra de dúvidas muito mudou em um mês até o seu lançamento.

 

Versão HD das músicas betas do Sonic Adventure 2

Confiram as versões HD das músicas do beta mais antigo do Sonic Adventure 2 feitas pelo Crush 40 e que foram reveladas recentemente durante a stream de caridade do Sonic:

 

Vários personagens receberam novas artworks oficiais

O site do Sonic Channel atualizou algumas das artworks dos personagens em preparação para os 30 anos do Sonic. Confiram:

Sega e Xbox/MS: uma possível parceria pode acontecer

SEGA e Xbox/MS: uma possível parceria pode acontecer

            Uma grande parceria entre gigantes dos videogames pode ser firmada em breve. Recentemente, o Gerente Geral de Marketing da Xbox, Aaron Greenberg, postou no seu instagram um teaser, sugerindo uma colaboração entre a SEGA e os consoles da nova geração da Microsoft. A imagem compartilhada por Greenberg continha um porco espinho brincando com um controle do console da empresa americana, e ele já havia compartilhado tal imagem anteriormente, em setembro, quando havia rumores da compra da companhia japonesa pela Microsoft.

            Sabemos que o diretor de marketing da Xbox não compartilharia esse conteúdo sem nenhuma razão, mas assumimos que o teaser não está relacionado com a compra da SEGA em si, e sim uma possível parceria para a produção de uma nova versão de Sonic The Hedgehog, criando uma aventura inédita para o personagem, exclusiva para os Xbox Séries X e S. Talvez com uma desse tipo, os consoles americanos consigam expandir ainda mais sua participação no território japonês, onde sua principal rival, a Sony, dominou inicialmente. Mesmo assim, Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, vem encurtando as relações com diversas produtoras japonesas, inclusive a própria SEGA já tem algumas de suas produções no Game Pass, como a série de jogos Yakuza, que anteriormente era exclusiva para Playstation. Todos os games seguintes da série estão disponíveis, como o Yakuza Like a Dragon, que foi lançado junto aos Xbox Series X e S. Outra demonstração de interesse da empresa americana pelo mercado japonês foi a recente adição do Dragon Quest XI S: Echoes of na Elusive Age – Definitive Edition, no Game Pass.

            Não é novidade para ninguém que a Microsoft está investindo pesado para dominar a venda de consoles no mercado global. Recentemente, a empresa americana adquiriu a ZeniMax Media pela incrível quantia de US$7,5 bilhões – com isso, a Xbox trará grandes franquias para o seu catálogo, como The Elder Scrolls, Fallout, Doom, Wolfenstein, e diversas outras. Mesmo esses sendo títulos incríveis, ainda é possível encontrar opções tão interessantes quanto na internet, o site confiavel.com, por exemplo, apresenta um catálogo das principais plataformas seguras de jogatina online, em que você pode se divertir, fazendo apostas esportivas ou jogando nas salas virtuais de poker sem nenhuma preocupação, e ainda podendo aproveitar os diversos bônus e promoções ofertados.

Retorno após rápido esgotamento

            O principal concorrente dos novos consoles da Microsoft, o PlayStation 5, vem sendo considerado um sucesso de vendas. Segundo a própria Sony, poucos dias após o lançamento, todas as unidades disponíveis do console haviam sido comercializadas. “Tudo já foi vendido. Absolutamente todas as unidades foram adquiridas. Gastei parte do tempo ano passado tentando assegurar que conseguiríamos gerar uma demanda suficiente do produto e agora em termos de meu conhecimento como executivo estou gastando muito mais tempo tentando aumentar o número de unidades para suprir a demanda”, falou Jim Ryan, chefe da divisão PlayStation na Sony. Após o rápido esgotamento, também no Brasil, o modelo sumiu das estantes virtuais das principais varejistas do país. Durante o período em que o aparelho esteve em falta, alguns revendedores estavam disponibilizando o console a partir dos R$ 9 mil, alguns chegando – pasmem – aos R$ 10.900. Esse fenômeno de “inflação” dos preços não vem sendo observado somente no Brasil. Segundo o site Business Insider, no Reino Unido vem ocorrendo a mesma coisa, só que de um jeito um pouco mais organizado. O site diz que um grupo se organizou para adquirir várias unidades do console na pré-venda, e que agora os estão revendendo a preços mais elevados, segundo o site, mais de três mil aparelhos foram comprados com esta finalidade no país.

            Já em terras tupiniquins, neste final de semana as varejistas voltaram a vender o produto, porém alguns estão com prazo de entrega previsto somente para 2021.

Por: Caio Ribeiro

Descoberto modelo 3D inédito do Sonic da década de 90

E como de praxe, 2020 continua surpreendendo com segredos obscuros do passado do Sonic sendo revelados, desta vez, um modelo em 3D do Sonic nunca visto antes foi descoberto:

Tal modelo foi criado em 1998 por uma empresa chamada Data Design Interactive, e foi descoberto recentemente pelo pessoal da Obscure Gamers, que obteve acesso a diversos HDs da empresa quando ela mudou de dono.

Para quem nunca ouviu falar de tal empresa, ela foi responsável por inúmeros jogos para o Nintendo Wii, até chegar a ser dona de 40% de todos os jogos produzidos para o console, virando até mesmo um meme entre os jogadores na época.

Embora muito estivesse danificado nos HDs encontrados, entre o que conseguiram recuperar estava esse modelo do Sonic.

Claramente baseado no Sonic clássico, o modelo grita anos 90 em todos os seus detalhes. Porém, como já se sabe, ele nunca foi usado em um jogo, pois ele foi criado como parceria para a a fleetway comic!

De acordo com um email encontrado no HD, este modelo foi enviado para alguém na Egmont no dia 10 de Dezembro de 1998. Contudo, tal modelo também nunca foi usado na comic, então que fim ele teve? Ainda não se sabe, mas parece que ele foi usado como material de referência para capas de jogos, revistas e material promocional em geral:

Por enquanto é tudo o que se sabe a respeito, mas fiquem ligados que agora que isto se tornou de conhecimento público, mais informações devem aparecer em breve.